Blatter diz que conceder Mundial ao Catar pode ter sido um "erro"

segunda-feira, 9 de setembro de 2013 18:41 BRT
 

9 Set (Reuters) - Conceder ao Catar o direito de sediar a Copa do Mundo de 2022 pode ter sido "um erro", disse pela primeira vez o presidente da Fifa, Joseph Blatter, nesta segunda-feira.

O torneio no Oriente Médio tem causado muita polêmica, porque, se forem mantidas suas datas tradicionais no meio do ano, os jogadores terão de enfrentar um calor escaldante de 50 graus Celsius.

Os pedidos para mudar a Copa do Mundo para o final do ano, durante o inverno europeu, também são impopulares, pois isso causará grandes perturbações para competições nacionais em países como Espanha, Inglaterra, Itália, Alemanha e França.

Perguntado pelo insideworldfootball.com sobre ter concedido o torneio ao Catar, Blatter disse: "É bem possível que tenhamos cometido um erro no momento."

Blatter, que disse em maio que não era "racional" jogar no Catar em junho e julho, acrescentou: "Por outro lado, você também deve considerar as realidades políticas e geopolíticas".

"A Copa do Mundo é o maior, se não o único, evento global da Fifa. Quem somos nós, os europeus, para exigir que este evento atenda às necessidades de 800 milhões de europeus acima de tudo?", disse.

"Eu acho que é hora de a Europa começar a compreender que não governa mais o mundo, e que algumas antigas potências imperiais europeias já não podem impor a sua vontade aos outros em lugares distantes", disse.

"Temos de aceitar que o futebol mudou de um esporte europeu e da América do Sul --que se tornou o esporte mundial que bilhões de fãs estão seguindo com entusiasmo a cada semana, em todo o mundo", completou.

Blatter espera que o comitê executivo da Fifa aprove sua proposta de mudar o torneio para o inverno.   Continuação...