Ligas europeias apontam obstáculos para Copa do Mundo do Catar no inverno

terça-feira, 10 de setembro de 2013 10:14 BRT
 

LONDRES, 10 Set (Reuters) - As principais ligas de futebol europeias apontaram nesta terça-feira os obstáculos para a realização da Copa do Mundo de 2022 no Catar no inverno, e pediram que a Fifa não tome nenhuma decisão apressada sobre mudar a data da competição.

O comitê-executivo da Fifa vai discutir no próximo mês uma mudança na Copa do Mundo para o inverno devido ao calor escaldante no Catar durante o verão europeu.

As Ligas de Futebol Profissional Europeias (EPFL, na sigla em inglês) disseram que a Fifa deveria realizar consultas amplas antes de tomar qualquer decisão sobre uma mudança no calendário do futebol, que prevê a disputa da Copa do Mundo em junho e julho.

"Uma decisão tão importante não pode ser apressada com prazos artificiais", disse a entidade, que representa ligas de todo o continente incluindo Alemanha, Inglaterra, Espanha, Itália e França, em comunicado.

Além de afetar os campeonatos de clubes, disse a EPFL, uma mudança de data da Copa do Mundo teria impacto nos contratos de jogadores e no sistema de transferências, que tem como base a temporada europeia de agosto a maio.

A entidade também citou o eventual impacto de o Mundial coincidir com os Jogos Olímpicos de Inverno de 2022, outro grande evento esportivo que atrai patrocinadores e emissoras de TV.

A EPFL pediu que seja realizada uma avaliação médica do impacto de uma Copa do Mundo no verão sobre a saúde de jogadores e torcedores, antes que seja tomada qualquer decisão.

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, já declarou apoio a uma mudança do Mundial do Catar para o inverno, e reconheceu, na segunda-feira, que pode ter sido um erro realizar a Copa do Mundo no pequeno país do Golfo.

(Por Keith Weir)