10 de Setembro de 2013 / às 23:57 / 4 anos atrás

ENTREVISTA-Vice-presidente do COI cita atraso na preparação do Rio para 2016

Por Julian Linden

BUENOS AIRES, 10 Set (Reuters) - Crescentes preocupações sobre o progresso tardio do Rio de Janeiro na preparação para sediar os Jogos de 2016 podem ter desempenhado um papel decisivo na escolha de Tóquio para a Olimpíada de 2020, à frente de Istambul e Madri, disse à Reuters o recém-eleito vice-presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), John Coates, nesta terça-feira.

Embora tenha reconhecido que é “apenas uma questão de tempo” para um país muçulmano receber o direito de sediar a competição pela primeira vez, Coates afirmou que os temores sobre o lento progresso do Rio podem ter ajudado a inclinar a balança em favor de Tóquio.

“Não há nenhuma dúvida sobre isso. Todas as cidades candidatas tinham algumas questões. Questões econômicas, fundamentais, na Espanha; problemas na Turquia há alguns meses, o que está acontecendo ao longo da fronteira (na Síria) agora; e então Fukushima, em Tóquio”, disse Coates.

“No final das contas, Tóquio foi a melhor proposta técnica. Foi a melhor proposta para os atletas, os locais eram os mais próximo à vila, (a cidade) vai trabalhar muito bem e não houve nenhum problema com dinheiro.”

“Mas, na parte de trás das mentes de alguns (membros do COI), tenho certeza, está o fato de que temos uma tarefa difícil para lidar com o Rio, então vamos nos certificar com o próximo”, completou.

Falando logo depois de ser eleito por unanimidade como vice- presidente do COI, Coates disse que o Rio foi se moldando como Jogos difíceis e enfrenta uma corrida contra o tempo para ficar pronto.

“Nós estávamos lá na semana passada e está em curso. O governo é favorável, eles querem que isso funcione, só tem que haver um pouco mais de cooperação”, disse ele.

“Não é uma questão de dinheiro, é só uma melhor integração e coordenação entre o ... governo e o comitê organizador sobre quem faz o que.”

Coates descreveu os preparativos do Rio de Janeiro como mais atrasados do que os de Atenas, onde problemas orçamentários e atrasos na construção levaram o COI a alertar os organizadores para se mexerem.

“Isso é um pouco mais (de crise) em comparação com Atenas”, afirmou.

O australiano disse temer que alguns locais no Rio possam não ficar prontos a tempo e alguns competidores possam ter de ficar fora da vila dos atletas, pois seus locais de competição ficariam muito longe.

“No Rio, as questões estão sendo atrasos em construções, e não apenas os locais, alguns dos quais estão agora em risco real de não estarem prontos para eventos-teste, que acontecem geralmente um ano antes, a infraestrutura de transporte, esses tipos de questões”, explicou Coates.

“Vão ser Jogos muito difíceis para alguns dos esportes que vão ter que viajar a partir da vila.”

“Com a nossa equipe australiana, decidimos que os remadores, canoístas, mergulhadores, eles vão competir muito longe e vamos pegar alojamento separado fora da vila para eles, de modo que isso não é ideal.”

Coates disse que o Rio é o maior problema imediato a ser enfrentado pelo COI, maior ainda do que Sochi, a cidade-sede dos Jogos Olímpicos de Inverno do próximo ano, na Rússia.

Leis controversas na Rússia sobre a homossexualidade provocaram condenação internacional, o que levou a pedidos para os países boicotarem os Jogos, gerando preocupação entre patrocinadores olímpicos.

Mas o COI minimizou as preocupações, dizendo que recebeu garantias por escrito do governo russo de que o assunto não afetará ninguém nos Jogos, incluindo participantes e espectadores.

Mesmo assim, a situação promete ser um batismo de fogo para o advogado alemão Thomas Bach, ex-medalhista de ouro olímpico de esgrima que foi eleito novo presidente do COI nesta terça-feira.

“Seu desafio imediato, tendo em conta a nossa maior responsabilidade, está em realizar os Jogos Olímpicos”, disse Coates.

“Eu acredito que Sochi está em muito boa forma, mas ainda há um pouco mais a ser feito antes da (Olimpíada do) Rio”, completou.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below