Sérvios conseguem virada sobre o Canadá e vão à final da Copa Davis

domingo, 15 de setembro de 2013 17:00 BRT
 

BELGRADO, 15 Set (Reuters) - Novak Djokovic iniciou a reação, Janko Tipsarevic completou o serviço e a Sérvia superou uma desvantagem que era de 2 x 1 e despachou o Canadá na semifinal da Copa Davis de tênis neste domingo.

Em momentos que lembraram o título sérvio em 2010, conquistado na mesma arena, o número um do mundo Novak Djokovic superou o grande sacador canadense Milos Raonic com 7-6(1) 6-2 e 6-2, antes que Tipsarevic mantesse a calma para vencer Vasek Pospisil por 7-6(3) 6-2 7-6(6) no quinto e decisivo jogo, para delírio dos torcedores sérvios que lotaram a Kombank Arena.

A resultado coloca a Sérvia na final, em casa, contra a República Tcheca, e interrompe o sonho do Canadá, que buscava a sua primeira final de Copa Davis na história.

No primeiro jogo do dia, Djokovic não hesitou e ganhou do canadense número 11 do mundo diante de um público de 15 mil sérvios. Já Tipsarevic oscilou mais e teve momentos de pane contra Pospisil, mas ainda assim conquistou o último ponto dos donos da casa.

Tendo de lidar com o mesmo apoio fervoroso das arquibancadas que levou a Sérvia ao título da Davis contra a França há três anos, Djokovic jogou de forma serena e concentrada do primeiro ao último instante no saibro coberto de Belgrado.

"O troféu em 2010 tem um lugar especial guardado no meu coração para sempre. Venci vários Grand Slams, mas nada se compara com a delícia que é dividir a alegria da vitória com seus companheiros de time, que estão lá para você e vão torcer em cada ponto e momento do jogo", disse Djokovic, emocionado, pouco antes do duelo entre Pospisil e Tipsarevic.

"Acho que joguei duas partidas magníficas, ainda mais se você observar que tive de fazer uma rápida transição de piso e adaptação ao fuso horário (Djokovic perdeu para Nadal a final do US Open em Nova Iorque na última segunda-feira). O apoio da torcida me levou à vitória", afirmou.

Djokovic e Raonic trocaram quebras de saque no primeiro set, mas o sérvio, dominando as trocas de bola, foi melhor no tie-break e agitou a torcida na Kombank Arena.

A atmosfera elétrica de Belgrado teve seu auge quando Djokovic salvou um triplo break point e manteve o 3-1 no segundo set. Depois, o sérvio de 26 anos domou o poderoso saque de Raonic e quebrou novamente para abrir vantagem de 5-2 na segunda parcial, antes que uma inalcançável diagonal de forehand fechasse o set para Djokovic.   Continuação...