Felipão elogia evolução de Neymar mais solidário no Barcelona

quinta-feira, 26 de setembro de 2013 19:52 BRT
 

RIO DE JANEIRO, 26 Set (Reuters) - O desempenho do atacante Neymar no Barcelona está atendendo as expectativas da comissão técnica da seleção brasileira, que esperava que na Europa o ex-atacante do Santos conseguisse uma evolução técnica, tática e um futebol mais solidário.

O técnico Luiz Felipe Scolari e os demais integrantes da comissão técnica tem assistido com frequência as partidas envolvendo brasileiros no exterior, entre eles o jogos do Barcelona, líder do Campeonato Espanhol, e já avaliam que Neymar está entre os melhores jogadores do mundo.

"Neymar vem muito bem... jogando muito mais para a equipe que para ele. É uma evolução e é interessante (para a seleção)", disse Felipão a jornalistas nessa quinta-feira após anunciar a lista de convocados para os amistosos do mês que vem contra Coreia do Sul e Zâmbia.

Neymar trocou o Santos pelo Barcelona neste ano, a pouco mais de um ano da disputa da Copa do Mundo no Brasil. O fechamento do negócio aconteceu às vésperas da Copa das Confederações, vencida pelo Brasil, e teve apoio da comissão técnica que acreditava que a Europa faria "bem" ao camisa dez da seleção.

Desde sua chegada ao time catalão, Neymar tem contribuído para o Barcelona principalmente com passes para seus companheiros, especialmente o argentino Lionel Messi, marcarem gols.

Felipão mostrou-se satisfeito com o desempenho do jogador e disse que as performances recentes de Neymar com a camisa do Barcelona já o credenciam para um lugar entre os melhores do mundo.

"O poderio do Barcelona agora é muito maior do que já tinha", declarou o treinador brasileiro. "Ele é um dos melhores do mundo jogando pelo Barcelona", acrescentou.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)

 
Neymar comemora gol do Barcelona com companheiros de clube, na Espanha. O desempenho do atacante no Barcelona está atendendo as expectativas da comissão técnica da seleção brasileira, que esperava que na Europa o ex-atacante do Santos conseguisse uma evolução técnica, tática e um futebol mais solidário. 24/09/2013 REUTERS/Albert Gea