Cuba aprova pagamento a esportistas e autoriza contratos no exterior

sexta-feira, 27 de setembro de 2013 20:20 BRT
 

HAVANA, 27 Set (Reuters) - Cuba aprovou uma nova política de pagamentos para esportistas, com o objetivo de elevar o rendimento dos seus atletas e permitir que sejam contratados por equipes do exterior, informou a imprensa oficial nesta sexta-feira, anunciando mais uma medida de reforma no regime comunista.

Nos últimos anos, vários atletas cubanos, principalmente jogadores de beisebol, aproveitaram competições no exterior para desertar.

O Granma, órgão oficial do Partido Comunista, disse que o governo estudou a situação em dez países ibero-americanos para definir o "aperfeiçoamento no pagamento entregue atualmente a desportistas, treinadores e especialistas".

Segundo o jornal, atletas que sejam contratados por equipes de outros países continuarão sendo obrigados a representar Cuba em competições internacionais.

O governo cubano vê as deserções como um roubo dos seus talentos, e a perda de esportistas ameaça o status de potência olímpica que a ilha construiu desde a revolução de 1959.

(Reportagem de Nelson Acosta)

 
Jogador de beisebal cubano Raciel Iglesias faz um arremesso durante jogo preparatório para o Clássico Mundial de Beisebal, em Fukuoka, no Japão. Cuba aprovou uma nova política de pagamentos para esportistas, com o objetivo de elevar o rendimento dos seus atletas e permitir que sejam contratados por equipes do exterior, informou a imprensa oficial nesta sexta-feira, anunciando mais uma medida de reforma no regime comunista. Cuba aprovou uma nova política de pagamentos para esportistas, com o objetivo de elevar o rendimento dos seus atletas e permitir que sejam contratados por equipes do exterior, informou a imprensa oficial nesta sexta-feira, anunciando mais uma medida de reforma no regime comunista. 1/03/2013. REUTERS/AIN /Ricardo Lopez Hevia/GRANMA