Fifa deve adiar decisão sobre período da Copa do Mundo de 2022

terça-feira, 1 de outubro de 2013 20:07 BRT
 

Por Mike Collett

LONDRES, 1 Out (Reuters) - Apesar da especulação de que a Fifa vai votar na sexta-feira pela mudança do período de disputa da Copa do Mundo de 2022, a federação internacional de futebol provavelmente adiará a decisão e implantará uma força-tarefa para analisar as implicações de transferir o torneio, que está previsto para ocorrer sob o calor escaldante do verão no Oriente Médio.

Apesar de o comitê-executivo poder decidir pela transferência das datas da Copa do Mundo, em princípio, o vice-presidente da Fifa, Jim Boyce, disse à Reuters que a entidade não deve tomar uma decisão apressada e que ele defende a criação de uma força-tarefa para examinar a questão.

"Vamos discutir quando a Copa do Mundo será realizada, e vamos também considerar a situação dos trabalhadores imigrantes no Catar, cujas condições ruins de vida e trabalho foram manchete na semana passada", disse.

Boyce afirmou, em entrevista por telefone à Reuters a partir de sua residência em Belfast, que não vê "nenhuma possibilidade" de ser tomada uma decisão esta semana sobre a mudança no período de disputa da Copa do Mundo do Catar.

"O que deve acontecer é que todos os envolvidos, os principais clubes do mundo, as principais ligas, os detentores dos direitos de TV, patrocinadores, todo mundo precisa sentar à mesa e colocar sua opinião", disse.

"Apesar de os 54 membros da Uefa terem concordado que seria melhor transferir a Copa do Mundo do verão, todas as implicações precisam ser estudas em detalhe. Nós não precisamos correr sobre isso, a Copa do Mundo está a nove anos de distância, temos bastante tempo."

Apesar da polêmica sobre a realização do Mundial no calor do Catar, o país garante que pode organizar a Copa do Mundo no verão em estádios climatizados com ar-condicionado, e reluta em mudar a data original, entre junho e julho.