Valcke destaca evolução na obra de estádio em Porto Alegre

quarta-feira, 9 de outubro de 2013 13:54 BRT
 

7 Out (Reuters) - O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, elogiou o ritmo das obras no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, após visita nesta segunda-feira, no início de mais uma rodada de inspeções aos locais da Copa do Mundo de 2014.

"Houve uma grande mudança desde quando estivemos aqui no ano passado. Não há qualquer preocupação ou dúvida de que o Beira-Rio estará pronto no prazo", disse Valcke, segundo site da Fifa.

"Um estádio de Copa do Mundo é bem diferente do estádio que será usado pelo Internacional. Temos muito mais atividades e pessoas envolvidas e o entorno do Beira-Rio permite isso tranquilamente."

A reforma no estádio está com quase 90 por cento de conclusão, segundo o presidente do Internacional, Giovanni Luigi, clube proprietário do palco de cinco jogos do Mundial na capital gaúcha.

Antes da visita ao estádio, Valcke e outras autoridades, incluindo o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, e os integrantes do Comitê Organizador Local (COL) Ronaldo e Bebeto, estiveram na obra do Viaduto Pinheiro Borda, que faz parte do plano de duplicação da Avenida Beira-Rio e é um projeto de mobilidade urbana da cidade.

Os projetos ao redor do estádio estão 70 por cento prontos, segundo a prefeitura de Porto Alegre, e têm previsão de finalização até abril de 2014.

O dirigente da Fifa alertou que para a Copa o importante é que estejam concluídas as intervenções que facilitem o trânsito entre aeroporto, centros de treinamento, rede hoteleira e estádio.

"Estamos olhando se há espaço para todos os envolvidos na organização do evento trabalharem bem. É importante a visita às cidades para exercer certa dose de pressão, para mostrar que estamos acompanhando tudo e que não estamos sentados em Zurique", disse ele, em referência à sede da entidade, na Suíça, de acordo com site do governo federal sobre o Mundial.

Na terça-feira, Valcke visitará a cidade de Cuiabá e na quinta participa da reunião de diretoria do COL, no Rio de Janeiro.   Continuação...

 
Operários que trabalham no estádio Beira-Rio posam ao lado do ministro do Esporte, Aldo Rebelo, do secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, e do ex-jogador Ronaldo em Porto Alegre, nesta segunda-feira. REUTERS/Edison Vara