8 de Outubro de 2013 / às 12:24 / 4 anos atrás

Milan terá de jogar com portões fechados por cantos abusivos de torcida

Jogador do Milan Riccardo Montolivo reage durante partida contra o Juventus pela primeira divisão do Campeonato Italiano, no esádio do Juventus, em Turim. Autoridades do futebol da Itália ordenaram o Milan a jogar seu próximo jogo sem torcida e multou o clube em 50 mil euros devido a cantos abusivos de torcedores contra o Napoli. 6/10/2013.Giorgio Perottino

ROMA, 8 Out (Reuters) - Autoridades do futebol da Itália ordenaram o Milan a jogar seu próximo jogo sem torcida e multou o clube em 50 mil euros devido a cantos abusivos de torcedores contra o Napoli.

Durante jogo contra a Juventus no domingo em Turim, centenas de torcedores do Milan gritaram "Nós não somos napolitanos", um canto que o jornal de Nápoles Il Mattino disse refletir o persistente desdém de clubes do norte com os do sul.

No acirrado territorialismo do futebol italiano, a rivalidade abusiva entre torcedores de clubes do norte rico e aqueles do sul mais pobre não é incomum, e dirigentes do Milan foram surpreendidos com a decisão dos juízes desportivos da primeira divisão.

"Dizer que estou furioso seria descrever de modo suave", disse o presidente do Milan, Adriano Galliani, a repórteres. "Eu entendo que o racismo é um grande problema, um problema em qualquer lugar do mundo, mas... aqui na Itália nós inventamos a discriminação regional para nós mesmos."

"Eu liguei para o presidente (Giancarlo) Abete (da Federação Italiana de Futebol) para perguntar se acha essa decisão justa. O que pedi é que seja abolida."

Um porta-voz da federação de futebol disse que as regras estavam sendo aplicadas em linha com as diretrizes da Uefa.

A condenação significa que o Milan, 12º colocado no Campeonato Italiano após a derrota de 3 x 2 para a Juventus no domingo, vai jogar sua próxima partida em casa, em 19 de outubro, contra o Udinese com os portões fechados.

O juízes desportivos também suspenderam o zagueiro do Milan Philippe Mexes por quatro partidas devido à conduta violenta após um vídeo mostrar que ele socou o jogador da Juventus Giorgio Chiellini durante a cobrança de um escanteio.

O soco não foi visto pelo juiz da partida, mas Mexes foi expulso ao levar um segundo cartão amarelo.

Reportagem de James Mackenzie

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below