Gana pede à Fifa para retirar jogo de eliminatórias da Copa do Egito

terça-feira, 8 de outubro de 2013 20:21 BRT
 

8 Out (Reuters) - Gana pediu à Fifa para transferir a partida no Egito pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2014 para outro lugar, para evitar ter de jogar no país devido à "grave" preocupação de segurança.

"Após a recente instabilidade política no país do norte africano, que custou vidas inocentes, a Associação de Futebol de Gana (GFA, na sigla em inglês) pediu à Fifa para observar a situação de segurança naquele país e reavaliar a decisão de realizar o jogo no Cairo", disse a federação em nota, nesta terça-feira.

Em carta enviada à Fifa na segunda-feira, a GFA expressou preocupação com a situação de segurança no Egito e pediu que o jogo de volta do mata-mata final das eliminatórias, marcado para 19 de novembro, seja transferido para um local seguro.

"(Estamos) muito preocupados que nos últimos dois anos as autoridades egípcias só tenham permitido jogos de futebol sem espectadores, apesar de Gana ter sido solicitada a jogar no Cairo diante de torcedores", diz a carta.

O Egito permitiu algumas vezes públicos restritos em jogos da seleção nacional e em partidas de times do país em competições africanas desde que foram impostas restrições pesadas em consequência da morte de 74 pessoas em um estádio de Port Said, no ano passado.

Desde a deposição do presidente Mohamed Mursi, em julho, os únicos jogos de futebol no Egito envolveram a seleção nacional e dois clubes --Al Ahli e Zamalek-- na fase de grupos da Liga dos Campeões Africanos.

No entanto, todos os jogos em casa foram realizados no balneário do Mar Vermelho de El Gouna, porque as autoridades proibiram jogos nos grandes centros.

A restrição foi levantada para o jogo contra Gana, numa concessão do governo militar, refletindo a vontade no Egito de se classificar para a Copa do Mundo pela primeira vez desde 1990. Gana sedia a primeira etapa do playoff em Kumasi na próxima terça-feira.

(Reportagem de Mark Gleeson)