Vettel rejeita comparações com supremacia de Schumacher

quinta-feira, 10 de outubro de 2013 18:38 BRT
 

Por Alan Baldwin

SUZUKA, Japão, 10 Out (Reuters) - O tricampeão Sebastian Vettel não vê semelhanças entre sua atual hegemonia na Fórmula 1, com a Red Bull, e a época em que Michael Schumacher e a Ferrari ganhavam tudo na categoria.

Vettel pode conquistar seu quarto título consecutivo no domingo, no Japão. O alemão venceu as quatro últimas provas e fez três pole positions consecutivas. No mês passado, em Cingapura, o piloto de 26 anos chegou a andar dois segundos mais rápido por volta que os adversários.

Tal predomínio levou Lewis Hamilton, da Mercedes, a insinuar depois do GP da Coreia do Sul, na semana passada, que os torcedores europeus estavam desistindo de acordar cedo para assistir às etapas asiáticas, de tão previsíveis que elas estavam se tornando.

Mais tarde, Hamilton disse que não estava desmerecendo Vettel, a quem se referiu como "um grande campeão".

Falando a jornalistas sobre a comparação com o heptacampeão Schumacher, seu compatriota, Vettel disse que vê isso como "um elogio", mas que a situação de Cingapura foi excepcional, e que a Red Bull não está nem perto de ter a hegemonia exercida pela Ferrari com Schumacher, que conquistou cinco títulos consecutivos entre 2000 e 2004.

Vettel será campeão no domingo se vencer a prova e seu rival Fernando Alonso, que está 77 pontos atrás, não chegar entre os oito primeiros.

 
Piloto alemão da equipe Red bull Sebastian Vettel acena para os fãs no circuito de Suzuka, antes do Grande Prêmio do Japão de F1. O tricampeão Sebastian Vettel não vê semelhanças entre sua atual hegemonia na Fórmula 1, com a Red Bull, e a época em que Michael Schumacher e a Ferrari ganhavam tudo na categoria. 10/10/2013. REUTERS/Toru Hanai