Espanhola ex-piloto de teste de F1 é encontrada morta, diz polícia

sábado, 12 de outubro de 2013 09:55 BRT
 

Por Rodrigo De Miguel

MADRI, 11 Out (Reuters) - A ex-piloto de teste de Fórmula 1 Maria de Villota, uma das poucas mulheres a se aproximar da elite do esporte mas cuja carreira foi interrompida por um terrível acidente no ano passado, foi encontrada morta em um hotel na cidade espanhola de Sevilha, disse uma porta-voz da polícia na sexta-feira.

De Vilotta, que perdeu o olho direito e fraturou o crânio em um acidente durante uma sessão de testes na Inglaterra em julho de 2012, morreu aparentemente de causas "naturais", disse uma porta-voz da polícia.

"Estamos deduzindo ter sido uma morte natural, mas não podemos confirmar nada", disse a porta-voz, acrescentando que a perícia examinava o local onde foi encontrado o corpo.

Embora a espanhola, de 33 anos, tenha sobrevivido aos ferimentos graves após o acidente, ela não voltou mais a competir, mas se tornou uma personalidade inspiradora para as mulheres no automibilismo e tinha marcado para segunda-feira o lançamento de um livro em que detalha sua experiência.

Filha do ex-piloto de F1 Emilio De Villota, ela foi contratada como piloto de testes para a equipe Marussia poucos meses antes de sofrer o acidente.

Ela não chegou a participar de uma sessão de testes junto a outros pilotos, mas foi uma das poucas mulheres a dirigir um carro de F1 na década passada. Nenhuma, no entanto, chegou perto de competir na categoria.

A equipe Marussia publicou um breve comunicado em sua página na Internet, a partir de Suzuka: "É com grande tristeza que soubemos há pouco sobre notícia de que Maria de Villota se foi. Nossos pensamentos e preces estão com a família e amigos de Maria neste momento muito difícil."

 
Ex-piloto espanhola de teste de Fórmula 1 Maria de Villota durante coletiva de imprensa em Madri, 11 de outubro de 2012. Villota foi encontrada morta em um hotel na cidade espanhola de Sevilha, disse uma porta-voz da polícia na sexta-feira. 11/10/2012 REUTERS/Sergio Perez