13 de Outubro de 2013 / às 13:16 / 4 anos atrás

Djokovic supera Del Potro e defende o título de Xangai

Tenista sérvio Novak Djokovic beija o troféu após vencer a final do Aberto de Xangai contra o argentino Martin Del Potro. O número 2 do mundo Novak Djokovic foi mágico para superar os golpes fortes do argentino Juan Martin Del Potro e defender o título do Masters de Xangai, neste domingo. 13/10/2013. REUTERS/Aly Song

(Reuters) - O número 2 do mundo Novak Djokovic foi mágico para superar os golpes fortes do argentino Juan Martin Del Potro e defender o título do Masters de Xangai, neste domingo.

O sérvio triunfou por 6/1, 3/6 e 7/6 (3) para completar uma quinzena brilhante nas quadras duras da China, após também defender o título do aberto da China, em Pequim, na semana passada. Foi a 20a vitória seguida do tenista de 26 anos no país.

Após Del Potro derrotar o número 1 do mundo Rafael Nadal na semifinal do sábado com golpes muito potentes, Djokovic estava esperto desde o começo para evitar conceder ao argentino qualquer espaço para encontrar o ritmo.

O sérvio assumiu o comando da quadra, bateu rápido na bola, fazendo o alto adversário se movimentar de um lado para o outro, e pressionou o serviço do argentino com devoluções fundas.

Djokovic quebrou duas vezes para fazer 5-0 antes de o sexto cabeça de chave finalmente confirmar o seu serviço e registrar um game. O aproveitamento de primeiro serviço do argentino caiu para 56 por cento graças à pressão que Djokovic impôs.

Djokovic rapidamente fechou o set em 34 minutos, mas um rejuvenescido Del Potro revidou no segundo, incomodando o sérvio com golpes muito fortes.

Com bolas vencedoras espetaculares e um serviço melhor, o campeão do US Open de 2009 conseguiu uma quebra importante no começo do set e abriu 3 a 0.

No entanto, Djokovic teve três chances de devolver a quebra em 2/4, mas a monstruosa direita do argentino proporcionou alguns winners cruciais e ele segurou o serviço.

Nenhum deles cedeu um centímetro no começo tenso do terceiro terceiro set, quando os golpes ficaram mais intensos, e Del Potro sentiu o cheiro do seu primeiro título de Masters.

Del Potro teve um break point em 2/2, mas Djokovic achou um ace e confirmou o serviço.

Djokovic pressionou o argentino no game seguinte e conseguiu duas chances de quebra, mas Del Potro, mais uma vez, salvou-se com bolas vencedoras de direita, enquanto o público vibrava com os desempenhos dos dois finalistas.

Djokovic teve dois match points em 6/5, mas novamente não conseguiu lidar com a direita de Del Potro e a partida foi para o tie-break.

A forma atlética do sérvio finalmente prevaleceu contra um já cansado Del Potro, campeão no Japão semana passada.

Uma direita displicente produziu um match point, que Djokovic aproveitou com um winner de esquerda em cima da linha para conquistar o seu 15o título de Masters.

“O terceiro set foi um enorme perde e ganha. Eu tive break points, ele também. Nos momentos importantes, consegui alguns golpes melhores que ele. Tive sorte e estou muito feliz de ter vencido”, disse Djokovic.

Del Potro acrescentou: “Estou orgulhoso. Eu fiz de tudo, lutei em cada ponto, mas ele é muito bom e acho que mereceu vencer.”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below