Técnico da Rússia diz que espera "grandes problemas" no Brasil

sábado, 19 de outubro de 2013 14:11 BRT
 

Por Angel Krasimirov

SÓFIA, 18 Out (Reuters) - O técnico da Rússia, o italiano Fabio Capello, acredita que longas viagens de avião, aeroportos lotados e as mudanças de temperatura vão causar problemas sérios na Copa do Mundo de 2014 no Brasil.

"(Espero) muitos problemas, grandes problemas com o transporte e jogar em condições diferentes. Vamos precisar viajar muito", disse Capello a repórteres durante evento promocional da Liga dos Campeões em Sófia, nesta sexta-feira.

"E também é frio no sul e realmente quente no norte", acrescentou o treinador, de 67 anos. "Eu não sei como eles decidiram que você joga no norte e depois joga no sul poucos dias depois."

A Fifa descartou separar os grupos da Copa do Mundo por regiões do país, o que significa que as equipes terão que viajar longas distâncias em curta espaço de tempo durante a primeira fase da competição. Além disso, as equipes estarão sujeitas às mudanças de temperatura do Nordeste e do Sul, por exemplo, durante o inverno.

No mês passado, o sindicato internacional de jogadores (FIFPro) disse que os atletas sofreram as consequências do calor intenso na Copa das Confederações deste ano, especialmente na semifinal em Fortaleza entre Itália e Espanha, que foi para a prorrogação.

Alguns jogos do Mundial estão marcados para começar às 13h.

"Falei com jogadores italianos e espanhóis depois da semifinal e eles disseram que foi simplesmente impossível jogar a prorrogação naquele calor, e o jogo tinha começado no fim da tarde", disse o secretário-geral da FIFPro, Theo van Seggelen.

Capello também destacou preocupação com a situação dos torcedores que vão acompanhar suas seleções no Brasil, especialmente devido aos recorrentes problemas de superlotação nos aeroportos do país.

"A competição é muito empolgante, mas será difícil para os torcedores acompanharem, porque os aeroportos não são tão grandes e acho que esse será um grande problema", disse o ex-técnico da Inglaterra, que substituiu Dick Advocaat como técnico da Rússia após a Eurocopa de 2012.

A Rússia, que não disputa uma Copa do Mundo desde 2002, classificou-se para o Mundial de 2014 como primeira colocada do Grupo F, um ponto à frente de Portugal. A Rússia será a sede do Mundial de 2018.

 
Técnico da Rússia, Fabio Capello dá instruções a seus jogadores durante partida contra Luxemburgo pelas eliminatórias da Copa do Mundo 2014, no estádio Josy Barthel, em Luxemburgo. Capello acredita que longas viagens de avião, aeroportos lotados e as mudanças de temperatura vão causar problemas sérios na Copa do Mundo de 2014 no Brasil. 11/10/2013. REUTERS/Francois Lenoir