October 23, 2013 / 1:24 PM / 4 years ago

Ferrari descarta retorno de Kubica à Fórmula 1

2 Min, DE LEITURA

Piloto polonês Robert Kubica no circuito internacional da Coreia, quando era piloto da equipe Renault de F1, em Yeongam. A Ferrari colocou em dúvida um possível retorno Kubica à Fórmula 1 depois um grave acidente, reconhecendo que estava interessada em contratar o piloto polonês para ser companheiro de equipe de Fernando Alonso, mas desistiu. 21/10/2010.Bazuki Muhammad

NOVA DÉLHI, 23 Out (Reuters) - A Ferrari colocou em dúvida um possível retorno de Robert Kubica à Fórmula 1 depois um grave acidente, reconhecendo que estava interessada em contratar o piloto polonês para ser companheiro de equipe de Fernando Alonso, mas desistiu.

Kubica sofreu um acidente quase fatal numa corrida de rali antes do início da temporada 2011 da F1, e disse em abril que "pagaria todo o dinheiro que tenho para voltar ao cockpit de um carro de Fórmula 1".

Ganhador de uma corrida pela BMW-Sauber, e com boa passagem pela Renault, o polonês guiou um Citroen especialmente modificado no Mundial de Rali, e também participou de um treinamento em um simulador de Fórmula 1 da Mercedes.

No entanto, ele não conseguiu recuperar completamente os movimentos necessários no punho, após ter sofrido graves danos no antebraço no acidente.

"Sim, nós estávamos de olho nele", disse o chefe da Ferrari, Stefano Domenicali, ao site da escuderia nesta quarta-feira, antes do GP da Índia do fim de semana.

"Infelizmente, eu não acho que ele voltará, porque com o problema físico, ele teria problemas em algumas situações que exigem reatividade. É uma pena."

Domenicali, entrevistado por dois torcedores italianos da Ferrari em um encontro organizador pelo jornal Gazzetta Dello Sport, defendeu o uso de ordens de equipe a favor de Alonso e também a decisão de manter o brasileiro Felipe Massa na atual temporada, após da queda de rendimento dele.

Massa vai deixar a Ferrari no fim do ano para dar espaço ao finlandês Kimi Raikkonen, que volta à escuderia onde conquistou o título mundial de 2007.

"Se Felipe não conseguiu entregar os resultados que esperávamos, foi principalmente por uma hipersensibilidade a um carro muito nervoso na traseira, mas em 2008 ele quase conquistou o título e eu o considero um campeão mundial", disse Domenicali.

"Nós pegamos Raikkonen porque queríamos mais. Quando nos o substituímos por Alonso, ele não estava feliz, e agora ele volta com muita vontade de ir bem", acrescentou.

Reportagem de Alan Baldwin

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below