Barcelona garante que não há motivo de pânico antes de clássico com Real

quarta-feira, 23 de outubro de 2013 12:14 BRST
 

Por Iain Rogers

MADRI, 23 Out (Reuters) - O Barcelona tentou silenciar qualquer sinal de alerta antes do clássico de sábado do Campeonato Espanhol contra o Real Madrid após o empate com o Milan na Liga dos Campeões na terça-feira.

Um gol de Lionel Messi garantiu o empate por 1 x 1 na partida do Grupo H no estádio San Siro, em que apesar de ter dominado a maior parte da posse de bola, o Barça sofreu com a mesma falta de criatividade do empate sem gols com o Osasuna, no sábado.

O Real, que recebe a Juventus nesta quarta-feira pela Liga dos Campeões, está em terceiro lugar no Espanhol, três pontos atrás dos arquirrivais, e uma vitória no clássico a ser disputado no Camp Nou deixaria as equipes empatadas com 25 pontos em 10 jogos.

O Barça está invicto nesta temporada e lidera tanto a liga espanhola como seu grupo na principal competição da Europa, mas tem enfrentando problemas para superar adversários fechados na defesa, apesar de contar com a dupla Messi e Neymar no ataque.

O técnico Gerardo Martino minimizou as preocupações com a forma da equipe, após a partida em Milão.

"Não tenho dúvida sobre a capacidade da equipe", disse o argentino a repórteres. "Eu gostaria de ter vencido Osasuna e Milan, mas estamos indo bem e ainda estamos crescendo", acrescentou o treinador, que assumiu a equipe na pré-temporada no lugar de Tito Vilanova, que recupera-se de uma doença.

"Nosso jogo não piorou e não acho que regredimos."

O Milan dominou o jogo contra o Barça nos minutos iniciais e foi recompensado com um gol de Robinho, após passe de Kaká, logo aos 9 minutos de partida. O Barça empatou aos 23 minutos, com Messi finalizando de dentro da área depois de um passe de Andrés Iniesta, que roubou a bola no meio-campo.

"Contra times que se fecham atrás, é mais fácil marcar quando você recupera a posse de bola em vez de fazer passes curtos que dão tempo a seu adversário para reorganizar", disse Martino.

"É um ponto bom, mas nós merecíamos mais. Nós só tivemos pouca intensidade nos primeiros 15 minutos e a punição foi severa demais."

 
Lionel Messi, do Barcelona, passa por jogadores do Milan durante partida válida pela Liga dos Campeões da Europa, no etádio San Siro, em Milão. O Barcelona tentou silenciar qualquer sinal de alerta antes do clássico de sábado do Campeonato Espanhol contra o Real Madrid após o empate com o Milan na Liga dos Campeões na terça-feira. 22/10/2013. REUTERS/Alessandro Garofalo