Cabo Verde recorre à CAS contra expulsão de eliminatórias da Copa

terça-feira, 29 de outubro de 2013 12:13 BRST
 

ZURIQUE, 29 Out (Reuters) - Cabo Verde recorreu à Corte Arbitral do Esporte (CAS) contra a decisão da Fifa que resultou na expulsão da seleção de futebol do país das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2014 no Brasil.

O tribunal sediado em Lausanne, na Suíça, afirmou nesta terça-feira que recebeu o recurso, apesar de ainda não poder informar sobre uma data para a audiência e o veredicto.

Cabo Verde, que venceu a Tunísia por 2 x 0 e terminou as eliminatórias no topo do Grupo B da África, viu o resultado do jogo ser revertido depois que a Fifa determinou que o zagueiro Fernando Varela não estaria apto a jogar.

Premiada com um vitória de 3 x 0, a Tunísia ficou no topo do grupo e se classificou para a repescagem das eliminatórias da Copa no lugar de Cabo Verde.

Os tunisianos já jogaram a primeira etapa da repescagem, empatando em 0 x 0 com Camarões em casa no mês passado.

Varela foi suspenso por quatro jogos após ser expulso em um jogo anterior do Grupo B contra a Guiné Equatorial, que Cabo Verde perdeu por 4 x 3.

Esse resultado também foi anulado, e a vitória concedida a Cabo Verde por 3 x 0, após a Fifa decidir que o jogador da Guiné Equatorial Emilio Nsue não poderia ter sido escalado para jogar.

Cabo Verde argumentou que o cartão vermelho e posterior suspensão não deveriam ter contado, já que o jogo foi declarado nulo.

(Por Brian Homewood)

 
Jogadores e o técnico da seleção de Cabo Verde, Lucio Antunes, comemoram ao vencer partida contra a Tunísia pelas eliminatórias da Copa do Mundo 2014, no Estádio Rades, em Túnis. Cabo Verde recorreu à Corte Arbitral do Esporte (CAS) contra a decisão da Fifa que resultou na expulsão da seleção de futebol do país das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2014 no Brasil. 7/09/2013. REUTERS/Zoubeir Souissi