Brasil define CTs para Copa e ministro teme concentração de times no Sudeste

terça-feira, 29 de outubro de 2013 17:51 BRST
 

SÃO PAULO, 29 Out (Reuters) - O Comitê Organizador Local (COL) da Copa do Mundo de 2014 divulgou nesta terça-feira os 83 Centros de Treinamento selecionados para o torneio, sendo que 47 deles estão no Sudeste e 22 no Sul do país, o que é motivo de preocupação para o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, que disse temer a concentração de seleções no Sudeste.

"Há seleções que já procuraram, extra-oficialmente, as instalações. É uma opção técnica das seleções", disse o ministro em entrevista coletiva em São Paulo, Estado que teve 30 centros de treinamento indicados.

"(As equipes) tendem a se concentrar no Sudeste pela logística, infraestrutura, disponibilidade de hotéis, centros de saúde. No que pudermos, vamos ajudar o Norte e Nordeste", completou ele.

O coordenador da seleção brasileira, Carlos Alberto Parreira, disse que é "comum" a concentração de times num lugar, pela "facilidade que as cidades apresentam", acrescentando que isso ocorreu na Copa de 2010, na África do Sul, quando ele foi o treinador da seleção local.

A seleção brasileira deve ter o CT de Teresópolis, no Rio de Janeiro, como "casa".

Aldo destacou que a Argentina já informou ter optado pelo CT do Atlético Mineiro, em Minas Gerais, enquanto Estados Unidos teriam escolhido o CT do São Paulo, na capital paulista, e a França, que ainda terá de disputar uma repescagem, estaria inclinada a ficar em Ribeirão Preto, interior de São Paulo.

A indicação dos locais de treinamento pelas seleções começou em agosto do ano passado, mas o catálogo completo para os times só estará disponível, através do site da Fifa, a partir de quarta-feira.

Após o sorteio das chaves, em 6 de dezembro, as equipes terão até 30 de janeiro para anunciar a base escolhida. De acordo com o regulamento, as seleções classificadas precisam chegar ao Brasil até cinco dias antes de seu primeiro jogo.

Se mais de uma seleção optar pelo mesmo local, leva vantagem quem fez a opção primeiro, disse o gerente do COL Frederico Nandes.   Continuação...