Felipão corta Diego Costa de amistosos e critica opção por Espanha

terça-feira, 29 de outubro de 2013 18:08 BRST
 

SÃO PAULO, 29 Out (Reuters) - O técnico da seleção brasileira de futebol, Luiz Felipe Scolari, cortou o atacante Diego Costa dos amistosos que a equipe fará em novembro contra Chile e Honduras e criticou a opção do atacante por defender a seleção da Espanha em carta enviada à Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

"Um jogador brasileiro que se recusa a vestir a camisa da seleção brasileira e a disputar uma Copa do Mundo no seu país só pode estar automaticamente desconvocado. Ele está dando as costas para um sonho de milhões, o de representar a nossa seleção pentacampeã em uma Copa do Mundo no Brasil", criticou o treinador, segundo o site da CBF.

Recentemente, Felipão disse que o nome do atacante constava de uma pré-lista de jogadores para a Copa do Mundo do ano que vem e, depois de convocar o jogador do Atlético de Madri para amistosos no início deste ano, voltou a chamá-lo para os jogos contra Chile e Honduras.

Nesta terça-feira, a federação espanhola de futebol (RFEF) informou que, em carta à CBF, Diego Costa, que nasceu no Brasil mas tem cidadania espanhola, expressou sua opção pela seleção da Espanha.

"O jogador comunica na carta enviada a Júlio César Avellada, secretário-geral da Confederação Brasileira de Futebol, seu desejo de ficar à disposição da seleção nacional espanhola", disse a RFEF em seu site na Internet. "Diego Costa estará disponível para jogar pela Espanha... se o técnico (Vicente Del Bosque) considerar oportuno."

Diego Costa, de 25 anos e artilheiro do Campeonato Espanhol com 11 gols em 10 jogos, terá a primeira oportunidade de jogar pela Espanha em 19 de novembro, quando a equipe enfrentará a África do Sul, em Johanesburgo, no estádio Soccer City, mesmo palco do título mundial conquistado em 2010.

(Por Eduardo Simões)