Convenção de futebol Soccerex no Rio é cancelada após governo retirar apoio

terça-feira, 5 de novembro de 2013 19:01 BRST
 

RIO DE JANEIRO, 5 Nov (Reuters) - A convenção global de futebol Soccerex deste ano no Rio de Janeiro foi cancelada após o governo estadual ter retirado o apoio ao evento, disseram nesta terça-feira os organizadores da maior conferência de negócios no esporte.

O governo do Rio informou que recomendou aos organizadores a "utilização da Lei de Incentivo ao Esporte e à Cultura para a captação de recursos...para que o patrocínio à Soccerex não tivesse como fonte de recursos o Tesouro Estadual".

A reunião, que reúne 4.500 pessoas ligadas ao futebol, incluindo os principais dirigentes e empresários do setor no mundo, aconteceria de 30 de novembro a 5 de dezembro no estádio do Maracanã, sede da final da Copa do Mundo do próximo ano.

"É com grande decepção que temos de confirmar que a Convenção Global Soccerex no Brasil não vai ocorrer", disse a Soccerex em comunicado.

"Com protestos civis acontecendo, a Secretaria de Esporte do Estado tomou a decisão política de retirar seu apoio à Convenção Global Soccerex."

Em comunicado, o governo do Rio rebateu: "o Estado dispõe de todas as condições para acolher e garantir a segurança durante todo e qualquer evento a ser realizado no RJ", citando a Copa das Confederações e a Jornada Mundial da Juventude neste ano.

Apesar da alegação dos organizadores citando os protestos, que têm se repetido no Rio desde o início de manifestações por todo o país em junho, uma fonte com conhecimento das negociações para a realização do evento disse que o cancelamento ocorreu por motivo financeiro.

Segundo a fonte, que falou sob condição de anonimato, o governo estadual do Rio ofereceu o estádio do Maracanã para a conferência sem custos, mas não incluiu nas negociações o consórcio que assumiu a administração do estádio este ano.

O consórcio Complexo Maracanã Entretenimento S.A teria cobrado 6 milhões de reais para a realização da Soccerex no estádio, o que não foi aceito pelo organizadores do evento, afirmou a fonte.   Continuação...