Sindicato de jogadores pede mais ação para combater falta de pagamento

quinta-feira, 7 de novembro de 2013 19:19 BRST
 

7 Nov (Reuters) - A falta de pagamento aos jogadores ainda é um problema importante no futebol e não está sendo feito o suficiente sobre isso, disse o sindicato internacional FIFPro nesta quinta-feira.

Os comentários do FIFPro acontecem após uma reunião de dois dias de um grupo de trabalho, chamado Expert, que discute propostas de melhorias para o sistema de transferência.

"Os especialistas consideram o não-pagamento aos jogadores o assunto mais urgente", disse o FIFPro em comunicado.

"É um problema extremamente persistente e, na opinião do grupo de especialistas, o mundo do futebol faz pouco para resolver este assunto urgente."

"Os membros do grupo de especialistas saudaram o fato de que a Fifa aumentou recentemente a capacidade de seu próprio comitê de arbitragem (a Câmara de Resolução de Disputas)."

"No entanto, a velocidade com que as disputas são tratadas ainda é inaceitavelmente baixa. Muitos jogadores ainda precisam esperar um longo tempo para o que é deles por direito: seu salário", acrescentou.

O FIFPro já alertou os jogadores neste ano para pensar duas vezes antes de aceitar contratos para jogar em Chipre, Grécia e Turquia, dizendo que muitos clubes desses países não conseguem manter suas promessas.

O grupo também discutiu, entre outras coisas, a propriedade de terceiros, a estabilidade e o respeito de contratos, limites de tamanho de plantel e a posição jurídica de jogadores desempregados.

(Reportagem de Brian Homewood, em Berna)