Acuado, presidente do Bayern chora ao anunciar faturamento recorde

quarta-feira, 13 de novembro de 2013 20:55 BRST
 

Por Karolos Grohmann

BERLIM, 13 Nov (Reuters) - O presidente do Bayern de Munique, Uli Hoeness, que será julgado em 2014 por suspeita de evasão tributária, chorou ao apresentar o melhor resultado financeiro do clube em seus 113 anos de história.

Numa festiva assembleia geral anual, Hoeness foi aplaudido de pé várias vezes e não conteve as lágrimas ao ouvir elogios de outros dirigentes por sua liderança numa temporada em que o Bayern conquistou três títulos importantes.

O clube faturou 393 milhões de euros (526,8 milhões de dólares) na temporada de 2012-13, superando o resultado de 332 milhões de euros (445 milhões de dólares) da temporada anterior.

Quando se leva em conta o faturamento da Allianz Arena Stadium Ltd, a cifra chega a 432,8 milhões de euros (580,15 milhões de dólares), segundo dados divulgados pelo clube na assembleia. Foi a primeira vez que o resultado geral supera a marca dos 400 milhões de euros.

Hoeness é acusado de sonegar impostos relativos a uma conta bancária na suíça, mas os cerca de 4.000 conselheiros do clube presentes no ginásio Audi Dome manifestaram forte apoio ao presidente, aos gritos de "Uli, Uli".

O cartola está há 40 anos no clube, onde começou como jogador e foi treinador antes de virar presidente. Ele diz ter cometido um erro na questão tributária, pelo qual prometeu pagar.

"Cometi um grande erro ao não ter os dividendos de investimentos no exterior sendo taxados. Não tirei centenas de milhões do país", afirmou Hoeness após enxugar as lágrimas. "Vou encarar esse erro."

Ele acrescentou que, depois do seu julgamento, irá convocar uma assembleia extraordinária para que os conselheiros decidam se ele deve permanecer no cargo.

"Tenho toda fé no Judiciário bávaro", disse ele, sob intensos aplausos. "Espero que esta história tenha um final feliz em março. Se até lá eu ainda puder estar aqui, prometo a vocês que servirei a este clube até o dia em que eu parar de respirar."

Na última temporada, sob o comando de Hoeness, o Bayern se tornou o primeiro clube alemão a acumular os títulos do Campeonato Alemão, da Copa da Alemanha e da Liga dos Campeões.