21 de Novembro de 2013 / às 15:33 / 4 anos atrás

Em despedida da Ferrari, Massa lembra vitória em casa e lamenta ordem para ajudar Alonso

O piloto de Fórmula 1 Felipe Massa, da Ferrari, chega ao circuito de Interlagos em São Paulo. Depois de oito anos na Ferrari, Massa despede-se da equipe italiana no domingo, no Grande Prêmio do Brasil, com sentimentos opostos, ao relembrar o melhor e o pior de sua passagem na escuderia, e se mostrou otimista com a continuidade da carreira na Williams. 21/11/2013 REUTERS/Paulo Whitaker

Por Tatiana Ramil

SÃO PAULO, 21 Nov (Reuters) - Depois de oito anos na Ferrari, Felipe Massa despede-se da equipe italiana no domingo, no Grande Prêmio do Brasil, com sentimentos opostos, ao relembrar o melhor e o pior de sua passagem na escuderia, e se mostrou otimista com a continuidade da carreira na Williams.

Massa citou como seu melhor momento na Ferrari a vitória em Interlagos em 2006, a primeira de um piloto brasileiro em casa desde Ayrton Senna, em 1993. Ele estava com um macacão verde e amarelo e fechou bem seu primeiro ano no time.

“Foi o momento mais feliz, é muito importante para um brasileiro ganhar aqui”, disse ele em entrevista coletiva no circuito de São Paulo nesta quinta-feira. “Vencer em 2006, no meu primeiro ano com a Ferrari, foi, definitivamente, a corrida mais incrível da minha vida.”

Massa também ganhou em casa em 2008, mas desta vez o gosto foi amargo, pois ele perdeu o título para o britânico Lewis Hamilton por apenas um ponto depois daquela prova. “Não perdi (o campeonato) aqui, foi antes”, explicou.

O pior momento, tirando o acidente quase fatal de 2009, na Hungria, em que foi atingido na cabeça por uma peça que se soltou do carro de Rubens Barrichello, está na ponta da língua: “A corrida em Hockenheim em 2010.”

A prova da Alemanha de três anos atrás foi marcada pela ordem da Ferrari para que Massa desse passagem a Fernando Alonso, seu companheiro. O brasileiro liderava a corrida e, a poucas voltas do final, quase parou na pista para o espanhol ultrapassar.

A frase da equipe ao fazer o pedido a Massa na ocasião ficou famosa. “Fernando está mais rápido do que você”, repetia a voz no rádio do brasileiro.

Massa conquistou ao todo 11 vitórias na equipe italiana, sendo a última delas em 2008. Em 2013, ele subiu ao pódio apenas uma vez, chegando em terceiro na Espanha, e acabou sendo substituído na equipe pelo campeão de 2007 Kimi Raikkonen, que estava na Lotus e será companheiro de Alonso a partir do ano que vem.

“Tivemos um bom tempo juntos, não tenho frustrações”, disse Massa. “Só tenho a agradecer a todos na Ferrari, sempre fui fã da equipe, desde pequeno.”

O brasileiro, de 32 anos, pilotará pela Williams a partir de 2014. Apesar da fase ruim da equipe inglesa, que tem apenas cinco pontos no campeonato de construtores, ele está esperançoso para as próximas temporadas, já que haverá diversas mudanças no regulamento.

“É um recomeço para mim. Ainda tenho muito a fazer na Fórmula 1. Tudo está mudando e é um bom momento para começar de novo. Eles acreditaram em mim e tudo é possível”.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below