McLaren depende dos céus para evitar pior temporada da história

sábado, 23 de novembro de 2013 18:10 BRST
 

Por Tatiana Ramil e Camila Moreira

SÃO PAULO, 23 Nov (Reuters) - A McLaren pediu ajuda aos céus depois da classificação do GP do Brasil que deixou a equipe mais próxima de terminar a temporada da Fórmula 1 com uma péssima marca histórica.

A chance de chuva parece a melhor esperança dos ex-campeões do mundo, que podem terminar 2013 com a pior performance em um ano desde 1966.

Jenson Button, campeão de 2009, vencedor do Brasil no ano passado, vai começar em 15º lugar, enquanto o mexicano Sergio Pérez bateu forte na classificação e foi o 14° mais rápido.

Nenhum deles conseguiu mais que o quinto lugar em nenhuma corrida a temporada inteira.

"Eu apenas tentei arriscar tudo que poderia e terminou tudo mal", disse Pérez, que está se preparando para sua última corrida pelo time.

Na última vez que a McLaren passou uma temporada inteira sem nenhum piloto no pódio foi 1980, mas eles conseguiram ao menos um quarto lugar em todos os anos desde a sua estreia, em 1966.

"Normalmente, chegamos aqui com um carro competitivo e a última coisa que queremos é chuva", disse o chefe da equipe Martin Whitmarsh antes da classificação.

"Já passamos por várias situações, em pontos críticos do campeonato, em que a última coisa que queríamos era a incerteza de uma corrida com chuva. No domingo, conhecendo nossa sorte, vai estar seco", acrescentou o britânico.   Continuação...