Vitória de Manny Pacquiao leva alegria a vítimas de tufão nas Filipinas

domingo, 24 de novembro de 2013 16:13 BRST
 

TACLOBAN, Filipinas, 24 Nov (Reuters) - Milhares de filipinos alojados em abrigos temporários na região central das Filipinas, destruída pelo tufão Haiyan, tiveram um breve momento de alegria com a vitória de Manny Pacquiao sobre o norte-americano Brandon Rios, que deu ao ídolo local o cinturão da categoria meio-médio da Organização Mundial de Boxe, em Macau, neste domingo.

Famílias desabrigadas, prestadores de primeiros socorros e soldados pulavam, gritavam e irrompiam em aplausos para Pacquiao, o único boxeador do mundo a ganhar oito títulos em oito categorias distintas, que não deu chances para o oponente mais jovem e mais alto.

"Estou muito, muito feliz. Manny nos alegrou em meio a tempos de desespero", disse à Reuters Sonia Reyes, de 35 anos, cuja casa foi seriamente danificada pelos ventos do tufão Haiyan há duas semanas.

"A vitória de Manny inspira essa gente a levantar a cabeça. Assim como nosso ídolo nacional, a cidade de Tacloban vai se reerguer", acrescentou.

O tufão Haiyan, o mais poderoso a fazer estragos em terra neste ano, atingiu a região central das Filipinas no dia 8 de novembro matando mais de 5.200 pessoas, deixando 4,4 milhões de desabrigados e causado um prejuízo estimado em mais de 270 milhões de dólares.

O secretário de Comunicação, Hermínio Coloma, emitiu um comunicado parabenizando Pacquiao por mais um título, dizendo que "a vitória serve como fonte de inspiração e força para todo o país após a devastação causada pelo tufão".

Pacquiao, que também atua como deputado no Congresso e é tenente-coronel no Exército de reserva do país, dominou a maior parte dos 12 rounds com ágil trabalho de mãos e pés, acertando Rios com socos fortes no rosto por diversas vezes.

"Do começo ao fim, Manny mostrou que é um campeão. Por um momento, eu até esqueci da miséria ao meu redor. Manny nos ajudou a superar toda esta dor", afirmou o vigilante aposentado Vicente Olang, de 66 anos.

Autoridades locais conseguiram arranjar telões em três locais de Tacloban, como em um aeroporto destruído, onde socorristas e voluntários estrangeiros e locais ainda ajudavam a limpar os destroços e a recolher os corpos.   Continuação...

 
Boxeador filipino Manny Pacquiao (D) enfrenta o norte-americano Brandon Rios (E) durante a disputa pelo cinturão dos meio-médios da Organização Mundial de Boxe, em Macau. Milhares de filipinos alojados em abrigos temporários na região central das Filipinas, destruída pelo tufão Haiyan, tiveram um breve momento de alegria com a vitória de Pacquiao sobre Rios. 24/11/2013. REUTERS/Tyrone Siu