24 de Novembro de 2013 / às 18:08 / 4 anos atrás

Vettel vence GP Brasil e iguala recordes; Massa fica em 7º

O piloto alemão Sebastian Vettel beija o troféu ao comemorar no pódio a vitória no Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1, no circuito de Interlagos, em São Paulo. O tetracampeão Sebastian Vettel encerrou uma temporada perfeita na Fórmula 1 com vitória no Grande Prêmio do Brasil, neste domingo, para garantir mais dois recordes em sua carreira, enquanto Felipe Massa se despediu da Ferrari com o 7º lugar. 24/11/2013.Nacho Doce

Por Camila Moreira e Tatiana Ramil

SÃO PAULO, 24 Nov (Reuters) - O tetracampeão Sebastian Vettel encerrou uma temporada perfeita na Fórmula 1 com vitória no Grande Prêmio do Brasil, neste domingo, para garantir mais dois recordes em sua carreira, enquanto Felipe Massa se despediu da Ferrari com o 7º lugar.

Com o resultado, o alemão igualou dois recordes: de 13 vitórias numa temporada, registrado por Michael Schumacher em 2004, e também o de nove vitórias consecutivas alcançado pelo italiano Alberto Ascari ao longo de dois anos, em 1952-1953.

"Tenho orgulho de vocês, adoro vocês. Curtam esse momento, sim, nós conseguimos", disse ele no rádio da equipe, dando em seguida "zerinhos" rodando com o carro na pista de Interlagos.

Vettel foi seguido por seu companheiro de Red Bull, Mark Webber, que disputou sua última prova na categoria. Aos 37 anos, o australiano agora parte para as 24 Horas de Le Mans e o Campeonato Mundial de Endurance (WEC), pela Porsche.

Webber retirou o capacete ainda na pista. "Foi uma carreira fantástica e um trabalho brilhante com vocês", afirmou o australiano no rádio.

Fernando Alonso, da Ferrari, completou o pódio da corrida disputada em pista seca no circuito de Interlagos, em São Paulo, contrariando as previsões de chuva, e voltou a subir ao pódio pela primeira vez desde o GP de Cingapura, em setembro.

Massa, que se despediu da Ferrari nessa corrida, terminou na 7ª colocação, depois de ter sua prova prejudicada por uma punição recebida quando estava em 4º lugar. Ele também deu "zerinho" na pista e foi abraçado pela equipe após a prova.

"Estava sendo uma excelente corrida e foi uma pena o que aconteceu. É a primeira vez que vejo um 'drive through' por isso. O resultado poderia ser bem diferente, talvez até pódio", afirmou.

O brasileiro conquistou na Ferrari 11 vitórias em oito temporadas e tem como melhor colocação o vice-campeonato de 2008, quando perdeu a disputa por apenas um ponto para o britânico Lewis Hamilton.

A partir de 2014, ele pilotará pela Williams, equipe que não teve um bom ano e 2013, mas conta com mudanças de regras e o novo motor turbo V6 de 1,6 litro para voltar aos bons resultados -- o GP Brasil também marcou a despedida do motor V8 de 2,4 litros.

O 4º colocado da prova em Interlagos foi Jenson Button, da McLaren, seguido por Nico Rosberg, da Mercedes, e Sergio Pérez, que está de saída da McLaren.

Entre as equipes, o campeonato terminou com a Red Bull como campeã, com 596 pontos, seguida de Mercedes (360), Ferrari (354) e Lotus (315).

DOMÍNIO

A corrida em Interlagos foi completamente dominada por Vettel, assim como toda a temporada. O piloto da Red Bull conquistou o título por antecipação em 2013, tornando-se o tetracampeão mundial de F1 mais jovem, aos 26 anos. No último domingo, nos Estados Unidos, ele bateu o recorde de oito vitórias seguidas numa temporada.

Logo na largada, Fernando Alonso, que saiu em 3º, tentou atacar o primeiro colocado Vettel, mas Rosberg foi quem tomou a frente. Antes de terminar a primeira volta, porém, o alemão conseguiu retomar a liderança, e não a perdeu nem mesmo quando sua própria equipe cometeu um erro em pit stop.

Alonso, que chegou a cair para o 4º lugar na largada, fez duas ultrapassagens nas primeiras voltas e foi à 2ª colocação, enquanto Massa conseguiu uma ótima largada, pulando de 9º para 6º lugar.

Enquanto Vettel abria vantagem na liderança, Webber colou em Alonso e o ultrapassou na 13ª volta. Duas voltas depois, foi a vez de Massa conseguir ultrapassagem sobre Rosberg, para ficar em 5º.

Após as primeiras paradas nos boxes, o brasileiro chegou à 4ª colocação, logo atrás de seu companheiro Alonso, que travou uma disputa com Webber novamente, sendo ultrapassado pelo australiano.

Mas então Massa foi obrigado a cumprir um "drive through", ou seja, teve que passar pelos boxes, em uma punição por ter avançado pela linha branca na entrada dos boxes. Ao ser avisado pela equipe, o brasileiro gritou no rádio que era "inacreditável", e cumpriu a ordem gesticulando com o braço. Ele voltou à pista em 8º.

Na 47ª volta, Hamilton rodou e perdeu o pneu após toque com Valtteri Bottas, da Williams. O britânico conseguiu seguir na corrida, porém foi punido por provocar o acidente e terminou em 9º.

Logo na sequência, a Red Bull teve problemas no pit stop de Vettel, pois os mecânicos não tinham os pneus prontos, e Webber teve que esperar atrás do companheiro para fazer sua troca. Nada que atrapalhasse a dobradinha da Red Bull.

Edição de Pedro Fonseca

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below