Obras na Arena Corinthians podem atrasar até fevereiro, diz fonte

quinta-feira, 28 de novembro de 2013 21:03 BRST
 

Por Brian Winter

SÃO PAULO, 28 Nov (Reuters) - O acidente no estádio de São Paulo para a Copa do Mundo de 2014 pode atrasar a conclusão das obras até fevereiro, mas a Fifa não está preocupada com o adiamento, já que a arena deve ficar pronta a tempo de sediar o jogo de abertura do torneio, em junho, disse à Reuters nesta quinta-feira uma fonte com conhecimento direto da situação.

"A reconstrução não é uma coisa difícil de fazer", afirmou a fonte, que falou sob condição de anonimato porque a investigação sobre o acidente está em andamento e é delicada. "Todo mundo está de luto pelos trabalhadores, mas calmo sobre a construção em si."

Uma investigação preliminar sobre o acidente de quarta-feira, no qual um guindaste caiu e matou dois operários, indicou que os danos estão restritos à área atingida e não afetou as arquibancadas, o que poderia levar mais tempo para se consertar.

Na manhã desta quinta-feira, a Defesa Civil de São Paulo realizou uma inspeção na Arena Corinthians, na zona leste da capital, e confirmou que 30 por cento da área leste do estádio foi interditada, o que corresponde a menos de 5 por cento do total.

As obras no restante do estádio podem continuar, segundo a Defesa Civil, mas estão paralisadas até segunda-feira, em luto pela morte dos dois trabalhadores.

No entanto, não poderão ser usados guindastes, pois a construtora Odebrecht e o Corinthians confirmaram terem recebido a informação do Ministério do Trabalho sobre o embargo provisório de operações com guindastes até a apresentação de documentação solicitada pelo órgão.

"A empresa apresentará todos os documentos solicitados no mais breve prazo de tempo possível", informaram o clube e a construtora em nota.

Segundo o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, as obras no estádio não serão interrompidas pelo acidente. "As obras no estádio vão continuar. O que houve foi a interdição de 30 por cento de uma quarta parte do estádio", disse Aldo a jornalistas em Brasília.   Continuação...

 
Vista aérea da Arena Corinthians, em São Paulo, onde um guindaste desabou na quarta-feira e matou dois operários da obra. 28/11/2013 REUTERS/Paulo Whitaker