SAIBA MAIS-Conheça a seleção do Uruguai na Copa

terça-feira, 3 de dezembro de 2013 17:19 BRST
 

MONTEVIDÉU, 3 Dez (Reuters) - Veja abaixo informações sobre a seleção uruguaia, uma das participantes do sorteio das chaves da Copa do Mundo de 2014, marcado para sexta-feira na Costa do Sauípe.

Desempenho e prognóstico

A mera presença do Uruguai na Copa do Mundo do Brasil é suficiente para dar calafrios nos torcedores brasileiros, devido à marca ainda latente causada pela mais célebre derrota do Brasil, na final do Mundial de 1950, quando os uruguaios venceram por 2 x 1 no chamado "maracanazo".

A façanha de ter vencido a partida no Maracanã quando um empate teria sido o bastante para o Brasil levar a taça de campeão, segundo as regras da época, deve inspirar a atual equipe do técnico Óscar Tabárez a se superar como de costume, em especial no familiar solo sul-americano.

Pesa sempre o fato de que as duas Copas vencidas por eles foram jogadas na América do Sul: a competição inaugural, em 1930, aconteceu no Uruguai, seguida 20 anos depois pela vitória no Brasil.

Em estilo, o time é essencialmente o mesmo que chegou às semifinais há quatro anos, jogando no esquema 4-4-2 mas com Cristian "Cebolla" Rodríguez atuando mais à frente nas jogadas de ataque, junto a Diego Fórlan e atrás de Luis Suárez e Edinson Cavani.

Rodríguez teve um incentivo a mais em perseguir a classificação para a Copa do Mundo, pois ficou de fora na África do Sul em 2010, quando uma suspensão de quatro partidas obtida nas eliminatórias significaria a sua ausência nos dois primeiros jogos e Tabárez julgou melhor não o convocar.

A defesa é praticamente a mesma e os mesmos três meias estarão disponíveis, a começar por Egidio Arévalo.

Uma nova geração vem representada pelos atacantes Gastón Ramírez e Cristhian Stuani, enquanto Nicolás Lodeiro, amadurecido no último ciclo de quatro anos, traz talento ao meio-campo.   Continuação...

 
Atacante do Uruguai Cavani abraça companheiro de equipe Stuanis após marcar gol em partida contra a Argentina, em Montevidéu. 15/10/2013 REUTERS/Andres Stapff