3 de Dezembro de 2013 / às 19:28 / 4 anos atrás

SAIBA MAIS-Conheça a seleção dos EUA na Copa

Juergen Klinsmann, técnico da seleção dos Estados Unidos, em amistoso contra a Áustria em Viena. 19/11/2013 REUTERS/Heinz-Peter Bader

NOVA YORK, 3 Dez (Reuters) - Veja abaixo informações sobre a seleção dos Estados Unidos, uma das participantes do sorteio das chaves da Copa do Mundo de 2014, marcado para sexta-feira na Costa do Sauípe.

Desempenho e prognósticos

A seleção dos Estados Unidos vai para a Copa do Mundo com todas as razões para estar confiante em pelo menos chegar às oitavas de final.

A maior força do time é o meio-campo, particularmente Michael Bradley e Jermaine Jones, ambos jogadores de primeira divisão na Europa. Com eles, o time norte-americanos conta com tenacidade e foco muitas vezes ausentes anteriormente.

Os EUA superaram o México como melhor time da Concacaf. Ao final da campanha de qualificação, os norte-americanos contabilizaram sete vitórias e um empate em 10 partidas disputadas, com saldo final de 7 gols a favor.

Em amistosos, eles também conseguiram vitórias marcantes contra equipes europeias como Itália e Espanha.

Mas mesmo promissora, a seleção dos EUA raramente avançou no torneio, alcançando as quartas de final apenas uma vez (2002) desde a semifinal conseguida na primeira Copa do Mundo, em 1930.

A defesa continua um ponto fraco e o técnico Juergen Klinsmann ainda não definiu sua melhor configuração.

Ele tem optado por Omar Gonzalez e Matt Besler como dupla central de zaga, mas ainda restam dúvidas sobre o desempenho deles contra atacantes consagrados.

Caso os EUA se saiam bem na Copa do Mundo, o ataque de Jozy Altidore, Clint Dempsey e Landon Donovan terá tido papel decisivo. Caso decepcionem, provavelmente será devido a sua defesa fraca.

Técnico: Juergen Klinsmann

Klinsmann é um ex-atacante que se destacou tanto por clubes como pela seleção da Alemanha. Com 108 atuações pela seleção entre 1987 e 1998, marcou 47 gols e conquistou os títulos da Copa do Mundo de 1990 e da Eurocopa de 1996.

Ele jogou em clubes da Alemanha, Itália, França e Inglaterra, conquistando a Copa da Uefa pelo Milan em 1991 e novamente em 1996 pelo Bayern de Munique.

Klinsmann assumiu como técnico da seleção alemã em 2004 e a levou às semifinais da Copa do Mundo de 2006, quando jogou como país-sede.

Ele já esteve à frente do Bayern de Munique em 2008 e assumiu a seleção dos EUA em 2011. Sob seu comando, os norte-americanos conquistaram o título da Copa Ouro em 2013.

Jogador-chave: Michael Bradley

O meia da Roma, de 26 anos, estreou pelos EUA em 2007, tornando-se um sucesso instantâneo ao ajudar o time a vencer a Copa Ouro naquele mesmo ano.

Desde então, Bradley se estabeleceu com uma atuação regular pela seleção, atuando mais de 80 vezes e se tornando central no esquema tático de Klinsmann.

Diferentemente de muitos jogadores norte-americanos, Bradley passou a maior parte de sua carreira na Europa, sobretudo na Alemanha.

Histórico em Copas

Participações anteriores: 9 (1930, 1934, 1950, 1990, 1994, 1998, 2002, 2006 e 2010)

Melhor campanha: Semifinalista (3º) em 1930

Por Julian Linden

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below