Carlos Alberto Torres alerta seleção brasileira sobre confiança em excesso

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013 19:30 BRST
 

Por Andrew Downie

COSTA DO SAUÍPE, 5 Dez (Reuters) - O capitão do tricampeonato mundial do Brasil, Carlos Alberto Torres, teme que a safra atual da seleção seja pior do que outras que sofreram fracassos na Copa do Mundo e alerta para confiança e expectativa em excesso na busca pelo sexto título mundial em casa.

"Você tem que manter os pés no chão, não pode dizer seis ou sete meses antes da Copa do Mundo que somos campeões, eu não acho que é o caminho certo", disse o ex-jogador, capitão do título em 1970, a repórteres na véspera do sorteio de sexta-feira para os grupos do Mundial.

"Nós tivemos seleções melhores do que a atual e não ganhamos a Copa do Mundo. Temos apoio e estamos em casa, mas isso não significa que vamos ganhar."

O Brasil se colocou como um dos favoritos depois de arrasar a campeã mundial e europeia Espanha por 3 x 0 na final da Copa das Confederações, no Maracanã, em junho.

Com apoio maciço da torcida e desempenho brilhante de jogadores como Neymar, Paulinho e Fred, o Brasil surpreendentemente dominou a equipe que tinha liderado o futebol por cinco anos.

Isso impulsionou a confiança no time brasileiro, e o técnico Luiz Felipe Scolari aumentou ainda a expectativa ao declarar no mês passado que "o Brasil será campeão da Copa do Mundo de 2014".

O ex-lateral Carlos Alberto Torres viajou com o elenco do Brasil para os amistosos contra Honduras e Chile, em novembro, e disse que ficou impressionado com o profissionalismo e os preparativos da equipe, mas avisou que ainda há muito trabalho a ser feito.

"Meu nível de otimismo aumentou, mas quando eu os vejo jogar, devo dizer que não chegaram a 100 por cento", disse ele na Costa do Sauípe.   Continuação...

 
O ex-jogador Carlos Alberto Torres chega para entrevista na Bahia nesta quinta-feira. REUTERS/Sergio Moraes