Dilma se diz otimista com seleção e prevê "Copa das Copas"

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013 14:56 BRST
 

COSTA DO SAUÍPE, 6 Dez (Reuters) - A presidente Dilma Rousseff disse nesta sexta-feira, durante cerimônia de sorteio das chaves da Copa do Mundo do ano que vem, estar confiante com as chances da seleção brasileira e previu que será a "Copa das Copas".

"Esta será a Copa das Copas, uma Copa para ninguém esquecer. Pela primeira vez vão estar reunidos numa Copa todas as seleções campeãs junto com times dos cinco continentes, e o Brasil está muito feliz em receber todos nessa Copa", disse a presidente durante a cerimônia de sorteio dos grupos da Copa, na Costa do Sauípe (BA).

Antes de sua fala, Dilma se emocionou ao pedir um minuto de silêncio em homenagem ao ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela, que morreu aos 95 anos na quinta-feira.

Dilma falou ainda do Brasil como um país que acabou com a miséria e que está feliz em receber os torcedores que virão para o Mundial.

A presidente se disse "animada" com as perspectivas de o Brasil conquistar em casa seu sexto título mundial.

"Temos o grande Felipão que é um campeão e que tem como auxiliar um grande vencedor, o nosso grande Parreira. Então eu tenho razão como torcedora para estar otimista", disse, em referência ao técnico da seleção Luiz Felipe Scolari e ao coordenador técnico, Carlos Alberto Parreira.

Felipão comandou o Brasil em seu último título mundial em 2002, na Coreia do Sul e no Japão, enquanto Parreira dirigiu a equipe no tetracampeonato em 1994, nos Estados Unidos.

"A Copa no Brasil tem um significado especial, porque no Brasil o futebol está em casa", disse a presidente.

(Reportagem de Pedro Fonseca)

 
Presidente Dilma Rousseff cumprimenta o presidente da FIFA Joseph Blatter durante cerimônia de sorteio das chaves da Copa do Mundo do ano que vem. Dilma disse estar confiante com as chances da seleção brasileira e previu que será a "Copa das Copas". 06/12/2013 REUTERS/Sergio Moraes