6 de Dezembro de 2013 / às 22:27 / 4 anos atrás

Hurst, campeão inglês de 1966, sorteia Inglaterra em chave difícil

Por Mike Collett

COSTA DO SAUÍPE, 6 Dez (Reuters) - Geoff Hurst tornou-se um herói quando marcou três gols na vitória da Inglaterra na final da Copa de 1966, mas não fez nenhum favor ao seu país ao sortear sua seleção em um dos grupos mais difíceis do Mundial de 2014.

Com três bolas já sorteadas e cinco ainda no pote contendo as seleções europeias remanescentes, Hurst tirou a Inglaterra para uma vaga no Grupo D, encaminhando sua nação para a campanha mais dura em muitos anos.

O time do técnico Roy Hodgson enfrentará o Uruguai, campeão sul-americano e bicampeão mundial, a tetracampeã mundial Itália e a imprevisível Costa Rica na Copa de 2014 no Brasil.

Para acrescentar mais tempero à mistura, o jogo de abertura da Inglaterra será contra a Itália em Manaus no dia 14 de junho, com alta temperatura e umidade.

Os comandados de Hodgson também terão que lidar com Luis Suárez, o atacante uruguaio que é artilheiro do Campeonato Inglês nesta temporada, com 13 gols para o Liverpool.

Greg Dyke, diretor-executivo da federação inglesa de futebol, foi flagrado pelas câmeras de TV nesta sexta-feira fazendo o gesto de quem corta uma garganta, insinuando que a Inglaterra caiu em um ‘grupo da morte'.

O técnico da Itália, Cesare Prandelli, ecoou a mensagem de Dyke em suas palavras.

"Será realmente muito duro para todos nós", disse Prandelli aos repórteres. "Não importa que tenhamos derrotado a Inglaterra na Euro 2012".

"Isto é diferente, tudo será diferente, o calor, mas isso é a Copa do Mundo. Um ex-campeão será eliminado, e meu trabalho é fazer com que não seja a Itália".

REAÇÃO IRRITADA

Durante a semana, Hodgson explicou que uma localidade que ele preferia evitar é Manaus, despertando uma reação irritada do prefeito Arthur Virgílio (PSDB), que disse que a seleção inglesa não seria bem-vinda na cidade.

Ambos voltaram atrás após o sorteio.

Hodgson afirmou estar feliz de jogar em qualquer lugar e que a cidade amazonense não é um problema em particular, já que enfrentarão outra seleção europeia lá.

Virgílio declarou que sua cidade será uma anfitriã gentil.

"Com Uruguai e Itália praticamente temos dois cabeças de chave no grupo", acrescentou Hodgson.

"À medida que o sorteio transcorria, percebi que não há muitos grupos fáceis, mas embora este seja mais duro do que a maioria, pelo menos é o único que não exige muitas viagens".

"Nossos dois outros jogos, com Uruguai e Costa Rica em São Paulo e Belo Horizonte, não estão muito longe de nossa concentração no Rio de Janeiro."

Uma das derrotas mais famosas da Inglaterra aconteceu em Belo Horizonte, na Copa de 1950, quando perdeu por 1 x 0 para os Estados Unidos, que, como a Costa Rica, vem da região da Concacaf.

Aqueles que acreditam em presságios podem ver nisso um sinal de que o time de Hodgson não irá avançar na competição.

A Inglaterra nunca derrotou Uruguai nem Itália em cinco tentativas. A última vez que encarou os uruguaios na fase de grupos de uma Copa do Mundo foi em 1966, quando Hurst, ex-atacante do West Ham United, a ajudou a levantar o troféu com seus três gols na vitória de 4 x 2 sobre a Alemanha Ocidental na final em casa.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below