8 de Dezembro de 2013 / às 15:07 / em 4 anos

FUTEBOL-Reino Unido faz nova investigação sobre manipulação de resultados

LONDRES, 8 Dez (Reuters) - A Agência Nacional contra o Crime no Reino Unido (NCA, National Crime Agency) lançou uma nova investigação a respeito de um possível esquema de manipulação de resultados na Inglaterra depois que um tablóide dominical publicou uma matéria na qual um jogador revelava a um repórter disfarçado que vários acontecimentos na Championship, a segunda divisão inglesa, poderiam ser previstos.

“Confirmamos que o jornal The Sun encaminhou material de sua própria investigação para a NCA”, disse o órgão em comunicado oficial.

“Uma investigação criminal agora está a caminho, e estamos trabalhando lado a lado com a Football Association (federação inglesa de futebol) e a Comissão de Apostas. Três pessoas estão detidas e sendo questionadas pelos oficiais da NCA. Não podemos revelar mais do que isso no momento.”

O tablóide trouxe em sua edição de domingo uma matéria na qual um jogador afirmava ter “arranjado” um cartão amarelo em um jogo da segunda divisão, e que ele teria recebido 30 mil libras (49.100 mil dólares) por isso.

O mesmo jogador disse que seria possível também “manipular” os jogos da Premier League, a divisão de elite do futebol local.

A Football League, entidade que comanda as divisões inferiores da Inglaterra, comentou que trata “qualquer denúncia de atividade ilegal nas competições com a maior seriedade”.

“Dada a investigação em andamento em cima deste caso, nós não podemos comentar muita coisa. No entanto, encorajamos qualquer um que tiver provas a encaminhá-las para a polícia”, disse o CEO da entidade Shaun Harvey em comunicado.

“Vamos oferecer assistência total à polícia durante a investigação.”

Em outra denúncia de manipulação de resultados, quatro pessoas foram acusadas, incluindo dois jogadores de um time semi-profissional da sexta divisão da Inglaterra, de estarem ligadas a um famoso grupo internacional de apostas.

Michael Boateng e Hakeem Adelakun, ambos de 22 anos e jogadores do Whitehawk FC da cidade de Brighton; Chann Sankaran, jogador de 33 anos de Cingapura, e Krishna Sanjey Gane, um homem de 43 com dupla nacionalidade, inglesa e cingapurense, foram acusados de conspiração contra a lei comum.

No começo do ano, um inquérito instaurado pela polícia europeia descobriu uma enorme rede de apostas ilegais vinda de Cingapura.

Cerca de 680 partidas suspeitas, incluindo da Liga dos Campeões da Europa e das Eliminatórias para a Copa do Mundo e a Euro foram identificadas na investigação --embora especialistas sustentem que várias partidas já eram sabidamente manipuladas.

O último grande escândalo de manipulação de resultados na Inglaterra aconteceu no meio dos anos 60, quando 10 jogadores foram culpados.

Reportagem Justin Palmer

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below