Felipão faz balanço positivo de 2013 e vê chance excelente para Brasil na Copa

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013 17:46 BRST
 

RIO DE JANEIRO, 11 Dez (Reuters) - Coroado com a conquista da Copa das Confederações, o ano de 2013 marcou a definição de um sistema tático para a seleção brasileira e recuperou a harmonia entre time e torcida, o que abre uma oportunidade excelente para o Brasil no Mundial de 2014, afirmou o técnico Luiz Felipe Scolari nesta quarta-feira.

Felipão, que assumiu um time desacreditado após a demissão de Mano Menezes no fim de 2012, fechou a primeira temporada desde seu retorno ao time com o retrospecto de 13 vitórias, 4 empates e 2 derrotas em 19 partidas. Destaque para o título da Copa das Confederações, em junho, com uma vitória por 3 x 0 sobre a campeã mundial Espanha na decisão.

"O balanço principal foi que nós conseguimos ter um sistema tático altamente definido, nós conseguimos formar um bom grupo, formar uma equipe, independentemente de se vai jogar a ou b, e ter os resultados que eram interessantes", disse Felipão a jornalistas durante o seminário sobre futebol Footecon, em um hotel de Copacabana.

"O balanço foi bom, e agora é continuar trabalhando nesse mesmo projeto para o ano de 2014, e chegando na Copa do Mundo nossas condições são excelentes", acrescentou o treinador campeão mundial com o Brasil em 2002, que foi convidado para fazer uma apresentação sobre a preparação da seleção para a Copa do Mundo do próximo ano.

Além das mudanças dentro de campo, onde o time ganhou consistência na marcação com a dupla de volantes Paulinho e Luiz Gustavo, ao mesmo tempo em que conseguiu ajustar o ataque com o trio Oscar, Neymar e Fred, o técnico ressaltou as diferenças no relacionamento da equipe com o torcedor brasileiro.

Sob o comando de Mano, o Brasil, e até Neymar, foram vaiados pela torcida em diversos amistosos disputados em casa, apesar de o time estar em preparação para jogar uma Copa do Mundo em casa.

A seleção entrou na Copa das Confederações, torneio preparatório para o Mundial de 2014, ainda sob clima de desconfiança, mas conquistou o apoio da torcida logo nos primeiros minutos do jogo de estreia, contra o Japão.

Desde que Neymar marcou um gol de voleio, aos três minutos, que abriu caminho para a vitória por 3 x 0, a seleção ganhou o apoio das arquibancadas, que culminou com o entrosamento perfeito que resultou na conquista do título no Maracanã lotado.

Num torneio disputado em meio a protestos em várias cidades do país cobrando a melhor prestação de serviços públicos e o combate à corrupção, a torcida levou para dentro dos estádios um forte sentimento nacionalista, exaltado no momento do hino nacional antes do início dos jogos.   Continuação...

 
O técnico da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari, fala durante seminário de futebol Footecon, no Rio de Janeiro, nesta quarta-feira. REUTERS/Pilar Olivares