Homem morre de ataque cardíaco após carregar tocha olímpica de Sochi

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013 11:55 BRST
 

MOSCOU, 16 Dez (Reuters) - Um homem morreu de ataque cardíaco após carregar a tocha olímpica durante o revezamento para a Olimpíada de Inverno de 2014, que será realizada na cidade russa de Sochi em fevereiro, disse uma autoridade nesta segunda-feira.

Vadim Gorbenko, um professor de educação física e técnico de luta greco-romana de 73 anos, sentiu-se mal após caminhar 150 metros com a tocha em sua cidade natal de Kurgan, no oeste da Sibéria, disse o porta-voz para o revezamento da tocha de Sochi 2014, Roman Osin.

"Ele retornou ao ponto de encontro e foi fotografado, então disse que não estava se sentindo bem e foi levado ao hospital, mas os médicos não puderam salvá-lo", disse por telefone Osin, que viaja acompanhando o revezamento. "Expressamos nossas mais profundas condolências aos seus entes queridos."

Osin disse que Gorbenko, treinador de lutadores russos campeões e que recebeu honras de Estado, já havia sofrido dois ataques cardíacos no passado. Ele estava consciente ao ser levado para o hospital e falou com o filho antes de morrer.

O revezamento de 4 meses e 65 mil km da tocha russa tem sido assolado por contratempos.

A chama apagou dezena de vezes desde que o presidente Vladimir Putin deu início ao revezamento na Praça Vermelha em 6 de outubro, e no mês passado a jaqueta de um homem que levava a tocha pegou fogo.

(Por Steve Gutterman)

 
Atriz grega Ino Menegaki, no papel de um alto sarcedote, ergue a tocha olímpica dos jogos de Sochi 2014 durante cerimônia de recebimento, no estádio Panathenean, em Atenas. Um homem morreu de ataque cardíaco após carregar a tocha olímpica durante o revezamento para a Olimpíada de Inverno de 2014, que será realizada na cidade russa de Sochi em fevereiro, disse uma autoridade nesta segunda-feira. 5/10/2013. REUTERS/Yorgos Karahalis