Delegação dos EUA em Sochi incluirá atletas gays

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013 11:20 BRST
 

Por Mark Felsenthal

WASHINGTON, 18 Dez (Reuters) - Os Estados Unidos anunciaram que a ex-tenista Billie Jean King, uma das primeiras atletas de destaque a assumir publicamente sua homossexualidade, participará da delegação norte-americana na Olimpíada de Inverno de 2014 em Sochi, evento que tem sido marcado pela controversa política da Rússia contra a "apologia à homossexualidade".

Outra atleta assumidamente lésbica, Caitlin Cahow, bicampeã olímpica de hóquei, representará os EUA na cerimônia de encerramento, segundo nota da Casa Branca.

Apesar da polêmica lei russa sobre a homossexualidade, o presidente do país, Vladimir Putin, já disse em várias ocasiões que atletas homossexuais serão bem-vindos no evento, e que nenhuma discriminação será tolerada.

Mesmo assim, muitos ativistas de direitos humanos estão propondo um boicote à Olimpíada de Inverno. O presidente da Alemanha, Joachim Gauck, já anunciou que não irá a Sochi, mas não comentou as razões para sua decisão.

Da mesma forma, e também sem oferecer explicações, a França disse que o presidente François Hollande e outros funcionários de alto escalão não irão a Sochi.

Comentando a lei russa durante uma entrevista em agosto, o presidente dos EUA, Barack Obama, disse: "Não tenho paciência para países que tentam tratar gays ou lésbicas ou pessoas transexuais de formas que as intimidem ou sejam nocivas para elas".

A Casa Branca disse em nota que a delegação dos EUA será comandada pela ex-secretária de Segurança Doméstica Janet Napolitano, hoje reitora da Universidade da Califórnia. Isso significa uma presença política menos relevante do que em Olimpíadas anteriores. A primeira-dama Michelle Obama comandou a delegação em Londres-2012, e o vice-presidente Joe Biden assumiu esse papel na Olimpíada de Inverno de Vancouver-2010.

 
Ex-tenista dos EUA Billie Jean King durante entrevista em Beverly Hills, Califórnia. Os Estados Unidos anunciaram que a Billie Jean King, uma das primeiras atletas de destaque a assumir publicamente sua homossexualidade, participará da delegação norte-americana na Olimpíada de Inverno de 2014 em Sochi, evento que tem sido marcado pela controversa política da Rússia contra a "apologia à homossexualidade". 6/08/2013. REUTERS/Mario Anzuoni