Investigação de ajuda estatal no futebol não é campanha contra Espanha, diz denunciante

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013 10:59 BRST
 

Por Iain Rogers

MADRI, 20 Dez (Reuters) - Um inquérito da Comissão Europeia sobre a possível ajuda estatal ilegal a sete clubes espanhóis de futebol, inclusive Real Madrid e Barcelona, não é parte de uma campanha contra a Espanha, segundo um dos denunciantes.

Loek Jorritsma, ex-assessor do Ministério do Esporte da Holanda, fez em 2010 uma queixa formal sobre uma suposta ajuda ilegal aos clubes na Holanda, e também ao Real Madrid.

Por causa disso, a Comissão Europeia (Poder Executivo da UE) começou em março a investigar cinco clubes holandeses, e além disso iniciou na quarta-feira um inquérito paralelo envolvendo Real, Barça, Athletic Bilbao, Osasuna, Valencia, Elche e Hércules.

A reação foi furiosa, com acusações de que os queixosos teriam inveja do sucesso do futebol espanhol, atual campeão mundial e europeu.

O presidente do Real, Florentino Pérez, apontou "uma campanha contra o futebol espanhol", e disse que o clube de maior faturamento no mundo não fez nada de errado.

Miguel Cardenal, secretário de Esportes do governo espanhol, queixou-se de "danos à imagem da Espanha".

Jorritsma disse que sua motivação era identificar possíveis casos de ajuda ilegal a clubes profissionais, onde quer que eles acontecessem na Europa.

"É uma campanha em prol do equilíbrio competitivo, contra o jogo sujo e por um nivelamento no campo de jogo, que é perturbado pela ajuda estatal", disse Jorritsma à Reuters.   Continuação...