31 de Dezembro de 2013 / às 19:28 / em 4 anos

Associação inglesa decide não punir entrada de Adam em Paulinho

LONDRES, 31 Dez (Reuters) - A Associação de Futebol da Inglaterra (FA, na sigla em inglês) decidiu não punir o meia do Stoke City, Charlie Adam, apesar da raiva do Tottenham por causa da entrada do jogador que machucou o meia brasileiro Paulinho no domingo pelo Campeonato Inglês, no White Hart Lane.

O jogador de 25 anos deve ficar afastado por pelo menos quatro semanas e vai perder quatro jogos da Premier League e a terceira rodada da Copa da Inglaterra contra o Arsenal, no sábado.

O árbitro Kevin Friend não viu a entrada no segundo tempo, a quinta vez que o meia escocês Adam se envolve em problemas com jogadores dos Spurs, após duas situações com Gareth Bale e outras com Scott Parker e Jan Vertonghen.

Ele também foi expulso duas vezes contra os Spurs, jogando pelo Liverpool e pelo Stoke.

Um porta-voz da FA confirmou que o caso foi examinado pelo painel de três homens da entidade, mas eles decidiram não tomar nenhuma ação sobre o caso.

“Medidas só podem ser tomadas em lances que não foram vistos se o painel, formado por ex-árbitros, concordar de forma unânime, que o incidente foi para cartão vermelho, e esse não foi o caso, então ele não será punido”, disse.

Adam foi vaiado por torcedores dos Spurs quando entrou em campo, aos 5 minutos do segundo tempo, no lugar de Stephen Ireland.

Doze minutos depois, o meia da seleção brasileira, que estava sendo vital na vitória por 3 x 0 do Tottenham, começou a mancar após uma investida muito forte de Adam, perto da linha de meio-campo.

Os Spurs confirmaram em seu site que Paulinho passou por ressonância magnética na segunda-feira e deve ficar afastado por pelo menos quatro semanas com “danos significativos no ligamento” do tornozelo direito.

Bale, que deixou os Spurs pelo Real Madrid na última janela de transferências, foi machucado duas vezes por Adam, a primeira delas de forma bem séria quando rompeu ligamentos do tornozelo quando Adam jogava no Blackpool.

O segundo incidente aconteceu quando Adam era do Liverpool, em um jogo de pré-temporada nos Estados Unidos, em 2012.

Adam tuitou nesta terça-feira: “Para registrar e para as pessoas que estão me xingando, eu não tenho nada contra o @SpursOfficial. E eu nunca intencionalmente machucaria um colega de profissão”.

Reportagem de Mike Collett

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below