Investigação aponta que pista do acidente de esqui de Schumacher tinha marcação certa

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014 10:44 BRST
 

PARIS, 8 Jan (Reuters) - A pista de esqui numa montanha da França onde o ex-campeão mundial de Fórmula 1 Michael Schumacher sofreu um acidente estava preparada de acordo com os padrões nacionais, afirmou um promotor local em entrevista coletiva nesta quarta-feira.

"Há padrões franceses que estabelecem as regras de segurança, sinalização, demarcação... As checagens que fizemos mostram que esses padrões foram respeitados", disse o promotor Patrick Quincy, ao apresentar os resultados de um investigação policial sobre o acidente de 29 de dezembro, que deixou Schumacher em estado grave.

Ele apresentou os resultados das investigações policiais sobre o acidente em 29 de dezembro que deixou Schumacher em estado crítico, com lesões cerebrais. O alemão tem permanecido em coma induzido desde então e foi submetido a duas cirurgias, em um hospital de Grenoble, na França.

Quincy acrescentou não ter sido possível avaliar a velocidade de Schumacher no momento do acidente a partir das filmagens feitas com uma câmera acoplada ao capacete do ex-piloto de F1.

"Eu assisti ao filme, os investigadores assistiram também, mas é difícil para mim avaliar a velocidade", disse ele.

Schumacher, o sete vezes campeão de Fórmula 1 e aposentado desde 2012, esquiava "fora da zona delimitada", disse Stephen Bozon, uma autoridade policial de alta montanha da França.

"É traiçoeiro agora dizer o quão rápido, em quilômetros por hora, ele esquiava, mas a velocidade era de um bom esquiador em uma pista não tão íngreme", disse.

Bozon também descartou a tese de que os esquis de Schumacher tenham algum papel no acidente. "Os esquis não foram a causa do acidente", disse.

(Por Mark John e Julien Pretot; Reportagem adicional de Nicholas Vinocur)