Real Madrid inocenta Di María por gesto polêmico

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014 14:02 BRST
 

MADRI, 9 Jan (Reuters) - O Real Madrid decidiu não punir o meia argentino Ángel di María pelo incidente no jogo de segunda-feira contra o Celta de Vigo, pelo Campeonato Espanhol, em que o jogador foi flagrado por uma câmera levando a mão à região genital quando estava sendo substituído.

Di María negou que o gesto fosse dirigido aos torcedores que o vaiavam ou para o técnico Carlo Ancelotti. Uma investigação interna no clube concluiu não haver razão para puni-lo, disse o Real Madrid em seu site nesta quinta-feira.

O jogador de 25 anos, substituído por Gareth Bale no meio do segundo tempo, afirmou que fez um "gesto natural" e disse que se desculpava se alguém tinha o interpretado como ofensivo.

"Não é possível concluir se Di María foi responsável por algum gesto ofensivo, ou se houve falta de respeito com os torcedores, e dessa forma ele não cometeu nenhum ato que possa ser punido", disse o clube.

O incidente foi bastante debatido nos meios de comunicação e aumentou as especulações de que Di María, que tem jogado pouco desde a chegada de Bale, pode ser vendido durante a janela de transferências de janeiro ou no fim da temporada.

(Por Iain Rogers)

 
Jogador do Real Madrid, Angel di Maria, comemora após marcar um gol contra o Valencia durante partida pelo Campeonato Espanhol, no estádio Mestalla, em Valência. O Real Madrid decidiu não punir o meia argentino Ángel di María pelo incidente no jogo de segunda-feira contra o Celta de Vigo, pelo Campeonato Espanhol, em que o jogador foi flagrado por uma câmera levando a mão à região genital quando estava sendo substituído. 22/12/2013. REUTERS/Stringer