Barcelona é investigado por contratação de Neymar

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014 15:26 BRST
 

Por Tim Hanlon

BARCELONA, 15 Jan (Reuters) - O pagamento de 40 milhões de euros (54,75 milhões de dólares) feito pelo Barcelona à empresa do pai de Neymar como parte dos 57,1 milhões de euros desembolsados para contratar o jogador do Santos está sob investigação do Ministério Público espanhol por suspeita de desvio de recursos.

Neymar foi a principal contratação do Barcelona para esta temporada. O clube catalão desbancou a concorrência do rival Real Madrid para fechar com o brasileiro.

Entretanto, os detalhes do contrato foram cercados de mistério e um membro do clube, Jordi Cases, que não recebeu uma resposta do Barcelona a um pedido por mais informações, entrou na Justiça contra o presidente do clube, Sandro Rosell.

O dirigente nega qualquer irregularidade, e o clube reagiu com irritação depois que o MP solicitou a abertura de um inquérito. O Barça afirmou que a contratação de Neymar foi "complexa" e um exemplo de "engenharia comercial", e que agiria com firmeza para defender a honra do clube e de seu presidente.

De acordo com a mídia espanhola, um acordo fechado entre o Barcelona e a N&N, empresa do pai de Neymar, garantiu ao clube catalão o direito de compra sobre o jogador em 2014 em troca do pagamento antecipado de 10 milhões de euros.

O valor do jogador seria 40 milhões de euros, mas se um dos lados rompesse o acordo, então os 10 milhões teriam de ser pagos como "cláusula de penalidade", o que a imprensa local diz que aconteceu uma vez que o Barcelona fechou a contratação um ano antes, em junho de 2013.

Outros 17,1 milhões de euros foram pagos ao Santos pela contratação do jogador, informou o Barcelona no mês passado.

A legalidade do acordo está sendo investigada pelos promotores, que examinaram os contratos e as contas do clube, e acreditam que o Barcelona deve explicações.   Continuação...