Grupo islâmico assume ataques em Volgogrado e ameaça Olimpíadas

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014 13:56 BRST
 

MOSCOU, 20 Jan (Reuters) - Um grupo extremista islâmico afirmou num vídeo divulgado pela Internet que foi o responsável pelos dois atentados suicidas que mataram pelo menos 34 pessoas no mês passado na cidade russa de Volgogrado e também ameaçou atacar as Olimpíadas de Inverno de Sochi.

Num alerta ao presidente Vladimir Putin sobre os Jogos do mês que vem, um homem declarou em russo no vídeo: "Se você fizer as Olimpíadas, você vai receber um presente da gente. Para você e para todos os turistas que virão".

"Isso será por todo o sangue muçulmano derramado todos os dias no mundo, no Afeganistão, na Somália, na Síria, em todo mundo. Essa vai ser a nossa vingança", disse ele.

Segundo o vídeo, dois homens chamados Suleiman e Abdurakhman realizaram os ataques em Volgogrado para o grupo conhecido como Vilayat do Daguestão e ligado a uma facção iraquiana chamada Ansar al-Sunna.

No Daguestão, na Rússia, militantes lutam para criar um Estado islâmico. Doku Umarov, um líder extremista, tem pedido que militantes ataquem as Olimpíadas.

(Reportagem por Timothy Heritage)

 
Homens que alegam fazer parte de um grupo militante islâmico falam neste quadro capturado de um vídeo publicado na Internet. Um grupo extremista islâmico afirmou num vídeo divulgado pela Internet que foi o responsável pelos dois atentados suicidas que mataram pelo menos 34 pessoas no mês passado na cidade russa de Volgogrado e também ameaçou atacar as Olimpíadas de Inverno de Sochi. 20/01/2014 REUTERS/Handout via Reuters Television