Governo se esforça para garantir Arena da Baixada na Copa, diz ministro

terça-feira, 21 de janeiro de 2014 14:48 BRST
 

BRASÍLIA, 21 Jan (Reuters) - O governo federal está empenhado em garantir a permanência na Copa do Mundo de 2014 do estádio Arena da Baixada, em Curitiba, afirmou o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, nesta terça-feira.

O estádio terminou o mês de dezembro com 88,80 por cento das obras concluídas, de acordo com o Atlético Paranaense, proprietário da arena.

"Todo nosso esforço é no sentido de tomar as medidas que garantam o estádio do Paraná na Copa do Mundo de 2014. Esse é o esforço que nós estamos fazendo", afirmou o ministro após participar de encontro da presidente Dilma Rousseff com o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, no Palácio do Planalto.

Uma comitiva da Fifa chefiada pelo secretário-geral da entidade, Jêróme Valcke, fez uma visita de inspeção ao local nesta terça para acompanhar os andamentos das obras e reunir-se com as autoridades locais.

O ministro, que não acompanhou a visita da Fifa à arena devido ao compromisso com a presidente, disse que conversou na segunda-feira com o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), e com o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), para tratar sobre o andamento das obras no estádio.

O prazo original estipulado pela Fifa para a conclusão da Arena da Baixada era dezembro do ano passado, mas as obras não ficaram prontas, assim como nos outros cinco estádios da Copa do Mundo que não foram utilizados na Copa das Confederações de 2013.

De acordo com o governo paranaense, a previsão atual é realizar um jogo no final de fevereiro entre operários e convidados, sem a presença de público. O primeiro jogo oficial só aconteceria no fim de março. A Copa do Mundo começa em 12 de junho.

Em agosto do ano passado, o secretário-geral da Fifa visitou o estádio e ficou acertado com o Atlético Paranaense que o local não terá uma cobertura retrátil na Copa, como havia planejado o clube, para não atrasar ainda mais o andamento dos trabalhos.

A Justiça do Trabalho determinou em outubro a paralisação das obras devido a riscos aos trabalhadores, mas o Atlético disse que as obras não precisaram ser interrompidas para a adequação.

A arena vai receber quatro jogos da Copa, todos pela primeira fase. A reforma do estádio, que terá capacidade ampliada para 43 mil torcedores, tem custo orçado em 326 milhões de reais.

(Por Pedro Fonseca, no Rio de Janeiro)

 
Área interna da Arena da Baixada, em preparação para a Copa do Mundo de 2014, em Curitiba. O governo federal está empenhado em garantir a permanência na Copa do Mundo de 2014 do estádio Arena da Baixada, em Curitiba, afirmou o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, nesta terça-feira. 11/12/2013. REUTERS/Gary Hershorn