Orçamento operacional da Olimpíada de 2016 sobe para cerca de R$7 bi, diz fonte

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014 10:00 BRST
 

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO, 22 Jan (Reuters) - O orçamento operacional do comitê organizador da Olimpíada de 2016 no Rio de Janeiro será de cerca de 7 bilhões de reais, um acréscimo de mais de 2,5 bilhões de reais em relação à estimativa inicial, disse à Reuters uma fonte próxima ao assunto.

Quando apresentou o orçamento na proposta de candidatura aos Jogos, em 2009, o comitê organizador estimava gastar 4,2 bilhões de reais no evento. Havia ainda a previsão de aporte de 1,4 bilhão de reais das três esfera de governo.

Agora, com a atualização dos valores e a inclusão de outras responsabilidades e modalidades no programa olímpico, o orçamento subirá para 7 bilhões de reais e os aportes dos governos também avançarão para 1,9 bilhão de reais.

"É muito difícil fazer um prognóstico para a obra de um banheiro de uma casa. Imagina de uma Olimpíada que envolve muito mais gente, órgãos e outros fatores", disse a fonte, sob condição de anonimato. "É um salto grande mas que era necessário", disse, acrescentando que o orçamento ainda "corre o risco de passar por uma nova revisão".

"Acho um risco danado fechar esse número em 7 bilhões. Acho que deveríamos jogar mais para cima, para uns 10 bilhões, para termos folga e chance de até sobrar dinheiro no final", disse.

Entre as novas responsabilidades a serem assumidas pelo comitê organizador local estão a inclusão do golfe e do rúgbi no programa dos Jogos Olímpicos e de mais duas modalidades nos Jogos Paralímpicos.

Outra novidade inesperada será o pagamento do aluguel da Vila Olímpica, onde ficarão hospedados os atletas que participarão do evento, gasto que será de até 300 milhões de reais.

"Isso não estava no nosso planejamento e o governo repassou para nós. Na nossa realidade isso representa muita coisa e entrou na nossa rubrica", declarou a fonte.

O orçamento operacional dos Jogos Olímpicos de 2016 será divulgado oficialmente nesta quinta-feira. O valor é referente apenas às obrigações do COL, e não inclui as obras de infraestrutura e construção de arenas esportivas e os gastos com segurança, que são de responsabilidade do poder público.

O custo total da Olimpíada será apresentado na próxima semana, quando será divulgada a matriz de responsabilidade dos Jogos Olímpicos. Na proposta de candidatura do Rio, o orçamento total dos Jogos foi estimado em 28,8 bilhões de reais.

 
Presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, chuta bola durante visita ao estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. O orçamento operacional do comitê organizador da Olimpíada de 2016 no Rio de Janeiro será de cerca de 7 bilhões de reais, um acréscimo de mais de 2,5 bilhões de reais em relação à estimativa inicial, disse à Reuters uma fonte próxima ao assunto. 22/01/2014. REUTERS/Ricardo Moraes