Presidente do Barça decide renunciar após polêmica sobre contrato de Neymar

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014 14:28 BRST
 

MADRI, 23 Jan (Reuters) - O presidente do Barcelona, Sandro Rosell, decidiu renunciar ao cargo, disseram veículos da imprensa catalã nesta quinta-feira, um dia depois de um juiz aceitar um pedido de investigação do contrato do atacante brasileiro Neymar.

Rosell, que está no cargo desde 2010, tomou a decisão durante uma reunião pela manhã com vários dirigentes do clube e a anunciará oficialmente à tarde, de acordo com a emissora TV3.

O Barça não quis comentar a informação, limitando-se a dizer que foi convocada uma reunião de emergência da junta diretiva do clube para esta tarde.

Na quarta-feira, o juiz Pablo Ruz admitiu a tramitação de uma ação do sócio do Barça Jordi Cases contra Rosell pelo suposto crime de apropriação indébita na contratação do astro do Barcelona e da seleção brasileira.

Neymar foi a principal contratação da equipe catalã para atual temporada e o clube disse ter gasto 57,1 milhões de euros na transferência, embora um promotor tenha pedido a investigação de um pagamento de 40 milhões de euros a uma empresa que seria de propriedade do pai de Neymar.

O juiz ainda não decidiu se convocará Rosell, que nesta semana se ofereceu para prestar depoimento perante o magistrado.

(Reportagem de Teresa Larraz Mora)

 
O presidente do Barcelona, Sandro Rosell, participa de uma coletiva de imprensa em Barcelona. Rosell decidiu deixar o clube nesta quinta-feira, um dia depois de um juiz ter acatado uma ação para investigar o dirigente pela contratação do atacante brasileiro Neymar, informou a mídia catalã. 20/01/2014 REUTERS/Albert Gea