Vitória doce e amarga para o suíço número 1 do mundo Wawrinka

domingo, 26 de janeiro de 2014 14:54 BRST
 

MELBOURNE, 26 Jan (Reuters) - Vencer o Aberto da Austrália foi doce e amargo para Stanislas Wawrinka, cuja alegria de sair da sombra de Roger Federer com a sua primeira conquista de Grand Slam foi ofuscada pela notícia de que o oponente Rafael Nadal estava lesionado.

O suíço de 28 anos superou o principal favorito Nadal por 6/3, 6/2, 3/6 e 6/3, na Arena Rod Laver, neste domingo, sobrevivendo a um ataque paralisante de nervos quando o espanhol voltou a resistir no terceiro set.

"É meio louco o que está acontecendo", disse o suíço. "Eu nunca esperava que fosse ganhar um Grand Slam".

"Eu nunca sonhei com isso porque, para mim, nunca fui bom o bastante para vencer esses caras".

"Eu ainda acho que estou sonhando. É uma sensação estranha. Eu vi tantas finais, sempre tentei assistir às finais dos Grand Slams porque é quando os melhores jogadores estão em quadra".

"Vencer Rafa, mesmo com ele machucado, eu acho que joguei o meu melhor no primeiro set. Eu estava preparado para jogar quatro ou cinco horas para ganhar de Novak (Djokovic), nas quartas, ganhar de (Tomas) Berdych, nas semifinais".

"Isso mostra que estou fazendo a coisa certa há muitos anos. Se você treinar bem, se trabalhar duro, sempre terá a chance de estar em uma grande posição para jogar o seu melhor tênis".

Wawrinka nunca havia vencido um set em 12 partidas contra o número 1 do mundo, mas conseguiu levar o primeiro com uma apresentação brilhante e quebrou Nadal para fazer 2/0 no começo do segundo, antes dos problemas nas costas do espanhol aparecerem.

Contra um oponente machucado, Wawrinka fechou o segundo set com tranquilidade, mas sofreu quando Nadal buscou forças no seu reservatório para segurar o serviço e quebrar o dele.   Continuação...

 
Suíço Stanislas Wawrinka posa com troféu após derrotar o espanhol Rafael Nadal na final do Aberto da Austrália de 2014, em Melbourne, 26 de janeiro de 2014. Wawrinka, oitavo cabeça de chave, venceu neste domingo o Aberto da Austrália, seu primeiro título de Grand Slam, ao derrotar o espanhol Rafael Nadal por 6-3, 6-2, 3-6 e 6-3 na final. 26/01/2014 REUTERS/Jason Reed