Na volta às pistas, Vettel diz rezar por Schumacher

terça-feira, 28 de janeiro de 2014 20:12 BRST
 

JEREZ, Espanha, 28 Jan (Reuters) - Sebastian Vettel manteve Michael Schumacher em seus pensamentos nesta terça-feira, quando os pilotos de Fórmula 1 voltaram à pista depois de uma longa pausa de inverno e com o heptacampeão ainda em coma um mês após um acidente de esqui.

O tetracampeão mundial da Red Bull, que iniciou uma estreita amizade com seu compatriota antes da aposentadoria de Schumacher em 2012, disse que ainda estava chocado com o que aconteceu com o piloto mais bem sucedido do esporte.

"Eu rezo e espero que ele volte, que um milagre aconteça, e que ele seja a pessoa que ele sempre foi antes", disse o alemão de 26 anos a jornalistas no primeiro dia de testes da pré- temporada.

Schumacher, vencedor de um recorde de 91 corridas, sofreu lesões cerebrais ao cair e bater a cabeça em uma pedra enquanto esquiava fora da pista no resort francês de Meribel em 29 de dezembro.

"Eu o conheço há muito tempo, ele se tornou um amigo", disse Vettel, que fez dupla com Schumacher na anual Corrida dos Campeões na equipe alemã.

"Ele ainda está em coma e ainda não sabemos de que forma ele estará quando acordar, o que é horrível para a sua família e amigos íntimos."

Vettel afirmou que não foi visitar o ex-piloto de Benetton, Ferrari e Mercedes no hospital em Grenoble para não atrair uma atenção indesejada da mídia.

A família de Schumacher pediu à imprensa para respeitar a sua privacidade, e o hospital e seu agente não divulgam atualizações médicas há algum tempo.

A Mercedes fez uma homenagem a Schumacher ao apresentar seu carro de 2014 no circuito de Jerez nesta terça-feira com a hashtag #KeepFightingMichael (continue lutando Michael).

"Como equipe queremos mostrar que estamos pensando nele e esperando o melhor a cada dia", declarou o piloto alemão Nico Rosberg, ex-companheiro de equipe de Schumacher, a repórteres.

(Reportagem de Alan Baldwin)