Tudo pode acontecer na temporada 2014 da F1, afirma dirigente da Red Bull

terça-feira, 28 de janeiro de 2014 20:13 BRST
 

JEREZ, Espanha, 28 Jan (Reuters) - Nenhuma equipe pode ser considerada favorita para a temporada da Fórmula 1 neste ano porque os novos motores V6 criam muita incerteza, disse nesta terça-feira o chefe de equipe da campeã Red Bull, Christian Horner.

A Red Bull ganhou os últimos quatro títulos mundiais, tanto de pilotos quanto de construtores, mas as regras mudaram dramaticamente nesta temporada, com a introdução do motor turbo V6 de recuperação de energia, que substituirá o V8.

"Tudo pode acontecer", afirmou Horner a repórteres nesta terça-feira após a apresentação do novo carro RB10 no circuito de Jerez, no sul da Espanha.

"A confiabilidade vai ser chave, as corridas também terão um aspecto diferente em termos de como os pilotos e equipes vão lidar com a estratégia, porque a economia de combustível será decisiva", disse ele.

Embora 10 das 11 equipes no grid tenham se apresentado na terça-feira para o primeiro teste antes do início da temporada na Austrália em março, os problemas com os motores sugerem que poucos conseguiram adicionar um pouco de quilometragem.

O tetracampeão do mundo da Red Bull, o alemão Sebastian Vettel, passou o dia esperando enquanto a equipe com motor Renault tentava consertar um problema que surgiu durante a noite.

Horner disse que só de ter um carro na pista foi uma conquista.

"Este inverno (boreal) foi épico... tem sido um enorme esforço de cada membro da equipe", completou.

A Red Bull tem uma mudança de piloto neste ano. O australiano Daniel Ricciardo, de 24 anos, foi promovido da Toro Rosso para substituir seu compatriota Mark Webber como companheiro de Vettel.

(Reportagem de Alan Baldwin)