Brawn não voltará à Fórmula Um, diz jornal

sábado, 1 de fevereiro de 2014 17:32 BRST
 

1 Fev (Reuters) - Ross Brawn, ex-chefe de equipe da Mercedes, não voltará à Fórmula 1, relatou o jornal inglês Daily Telegraph neste sábado.

Brawn, que esteve envolvido com a gerência de equipes durante 35 anos, fez o anúncio em um evento de pesca na Escócia, confirmando que o período sabático que tirou depois de sair da Mercedes, em dezembro, será uma despedida definitiva do esporte.

"O que eles não perceberam quando eu fui convidado para vir aqui foi que tinham um furo de reportagem, porque a imprensa mundial estava tentando descobrir se estou me aposentando ou não", disse o britânico ao diário.

"Esta é a época mais agitada do ano na Fórmula 1 e eu disse que viria para o Rio Dee. Se tivessem somado dois e dois, teriam percebido que estou me aposentando mesmo."

Brawn, de 59 anos, é visto por muitos como uma figura crucial por trás dos sete títulos mundiais de Michael Schumacher na Benetton e na Ferrari. Também teve sucesso com a equipe que levava seu nome em 2009, quando Jenson Button venceu o campeonato mundial.

Especulou-se que ele teria algum papel na Honda, fabricante de motores que volta à categoria, na FIA, Williams ou na McLaren. Nesta última, teria a chance em potencial de se unir a Ron Dennis, que voltou ao time.

"Estou me aposentando - não é brincadeira", afirmou Brawn.

"Vou tirar um ano para aproveitar a pesca e depois ver o que a vida traz. Estou ansioso por isso, mas não tenho outros planos."

(Por Sam Holden)