Ativista ambiental russo é preso perto de Sochi

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014 17:36 BRST
 

SOCHI, Rússia, 3 Fev (Reuters) - Um ativista russo que afirma que o trabalho de construção olímpica prejudicou o meio ambiente foi detido nesta segunda-feira, o que grupos de direitos humanos dizem ser uma crescente perseguição aos ativistas de direitos civis antes dos Jogos de Inverno.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, apostou seu prestígio político e pessoal nos Jogos Olímpicos de Inverno, cuja abertura acontece na sexta-feira no resort de Sochi, no Mar Negro, e qualquer sinal de repressão a adversários pode prejudicar esses esforços.

Yevgeny Vitishko foi levado para interrogatório pela polícia por suspeita de roubo na cidade de Suapse, perto Sochi, disse a entidade Ecological Watch, no Cáucaso do Norte.

Segundo o grupo que defende os direitos humanos Caucasian Knot, o advogado do ativista, Alexander Popkov, disse que Vitishko havia sido detido depois de buscar permissão das autoridades locais para deixar Suapse. A Anistia Internacional afirmou que ele foi detido por blasfêmia em público e pode pegar até 15 dias de prisão.

"O nome de Vitishko tornou-se sinônimo de perseguição aos ativistas da sociedade civil na preparação para os Jogos de Sochi", disse o vice-diretor de programas da Anistia Internacional na Europa e Ásia Central, Denis Krivosheev.

"Vitishko e seus amigos têm tentado expor violações ambientais durante a preparação dos Jogos Olímpicos de Sochi. Por isso eles estão sendo punidos."

Vitishko tinha planejado apresentar um relatório sobre o meio ambiente em Sochi. Mas ele não tem permissão para viajar enquanto um tribunal considera seu recurso contra uma sentença de prisão de três anos por escrever "ladrão" em uma cerca ao redor da residência do governador regional pró-Kremlin Alexander Tkachyov.

Autoridades russas não estavam imediatamente disponíveis para comentar o assunto, mas o Kremlin nega usar os tribunais para fins políticos, afirma que não há presos políticos na Rússia e nega reprimir adversários.

(Reportagem de Timothy Heritage)